Coimbra  21 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Confraria adia procissões da Rainha Santa Isabel mas mantém cerimónias religiosas

11 de Junho 2020 Jornal Campeão: Confraria adia procissões da Rainha Santa Isabel mas mantém cerimónias religiosas

As habituais procissões (de quinta-feira à noite e de domingo) e a tradicional Gala das Rosas, no âmbito das Festas da Rainha Santa Isabel foram canceladas devido à covid-19, segundo anunciou, hoje, a Confraria da Rainha Santa.

“Na sequência do grave problema de saúde que assola o país e face às determinações governamentais e às orientações da Conferência Episcopal Portuguesa, a Mesa Administrativa da Confraria da Rainha Santa Isabel, vem confirmar o já anunciado cancelamento das procissões em louvor de Santa Isabel de Portugal agendadas para o corrente ano de 2020. Foi, igualmente, cancelada a Gala das Rosas que estava agendada para 26 de Junho, no Teatro Académico de Gil Vicente”, revela.

A Mesa Administrativa da Confraria da Rainha Santa Isabel aproveita a ocasião ainda para agradecer, publicamente, à Câmara de Coimbra que “desde o início da preparação das Festas, manifestou a determinação de condicionar as obras municipais previstas neste ano de 2020 para a Calçada de Santa Isabel, por forma a não perturbar a realização das procissões em louvor da Padroeira da cidade de Coimbra”.

Para este ano, as celebrações litúrgicas terão lugar dentro da Igreja da Rainha Santa Isabel, “mantendo-se a pregação do tríduo preparatório, com toda a dignidade e esplendor que as caracterizam. Se as condições exigirem cuidados especiais, será limitada a participação de fiéis, para o que se pede a compreensão de todos, estando a ser envidados todos os esforços para que as celebrações sejam transmitidas pelos meios de comunicação à distância”, esclarece a Confraria.

Também devido à pandemia de covid-19, “exclusivamente por motivos prudenciais, a Real Ordem de Santa Isabel, que todos os anos vem a Coimbra manifestar a sua devoção à Rainha Santa Isabel, nomeadamente assegurando a celebração da missa da tarde do dia da Solenidade, cancelou a visita a Coimbra nestas Festas de 2020, ainda que reiterando a sua vontade de retomar essa tradição celebrativa já no próximo ano de 2021”.

Segundo a Confraria, “na medida do possível procurar-se-á manter no corrente ano, em que se iniciaram as comemorações do 750.º aniversário natalício de Santa Isabel, o ambiente festivo das celebrações em louvor da Rainha Santa Isabel, para o que se solicitará aos comerciantes da cidade que decorem as suas montras com motivos alusivos à Padroeira da cidade”.

Assim, e com autorização do Bispo de Coimbra (Virgílio Antunes), a Mesa Administrativa da Confraria propõe realizar as procissões agendadas para o corrente ano, calendarizando-as excepcionalmente para o próximo ano de 2021 (ano ímpar), em que a Confraria continuará a celebrar os 750 anos do nascimento de Santa Isabel de Portugal”.