Coimbra  17 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Condeixa soma quatro milhões de euros em danos causados pela tempestade

17 de Outubro 2018

A passagem da “Leslie” pelo concelho de Condeixa-a-Nova deixou um prejuízo de cerca de quatro milhões de euros, segundo as primeiras estimativas do Município.

Deste valor, mais de metade (cerca de dois milhões e 570 000 euros) é referente a empresas de diversos sectores de atividade, excluindo o agrícola, cujos danos, designadamente em estufas, representam cerca de 400 000 euros.

Já as infraestruturas e equipamentos municipais sofreram prejuízos avaliados em perto de um milhão de euros, dos quais cerca de 600 000 euros dos quais dizem respeito às piscinas municipais, cuja reparação deverá demorar quatro/cinco meses, admitiu o presidente da Câmara, Nuno Moita, adiantando que, para tornar o processo menos moroso, a obra será adjudicada por ajuste directo.

Os prejuízos provocados pelo temporal em habitações e outras edificações estão calculados em cerca de 150 000 euros, disse ainda o presidente da Câmara, recordando que cinco famílias ficaram desalojadas (entretanto realojadas pela Câmara) e prevendo que possam regressar às suas casas dentro de pouco tempo, “talvez cerca de 15 dias”.

Estes valores referem-se apenas a “prejuízos directos”, sublinha o autarca, referindo que há empresas do concelho, designadamente de cerâmica, que tiveram de reduzir ou mesmo interromper a laboração.

As piscinas municipais (frequentadas por cerca de 2 000 pessoas por mês) são geridas por uma empresa privada e os seus cerca de 30 funcionários ficam sem trabalho enquanto o complexo não voltar a funcionar, exemplifica o autarca.

Segundo o édil, os estragos provocados no concelho de Condeixa-a-Nova ocorreram em “apenas minutos”, que foi o espaço de tempo em que a tempestade “Leslie” ali se manifestou.

Naquele período caíram mais de três centenas de árvores e registaram-se cerca de 60 interrupções de estrada, acrescenta o autarca, destacando a “actuação excepcional” dos Bombeiros Voluntários da vila.

Durante uma visita, na ontem (16), a alguns dos locais atingidos pelo temporal no concelho de Condeixa-a-Nova, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou que vão existir os recursos necessários para apoiar as populações e as autarquias afectadas pela tempestade.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com