Coimbra  31 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Condeixa: Nuno Moita apela à serenidade e anuncia desconto na água

20 de Março 2020 Jornal Campeão: Condeixa: Nuno Moita apela à serenidade e anuncia desconto na água

O presidente da Câmara de Condeixa dirigiu, hoje, aos munícipes do concelho uma mensagem em que apela à serenidade, face à pandemia de Covid-19, garantindo que ninguém “terá motivos para se sentir abandonado, sequer esquecido”.

“Nesta contingência difícil e desafiante, em que todos somos chamados a dar um contributo responsável, apelo à vossa maior serenidade e peço a vossa confiança”, começa por referir Nuno Moita, assegurando que “ninguém, nem um só munícipe terá motivos para se sentir abandonado, sequer esquecido. Estaremos atentos e actuantes em relação aos problemas de todos, em particular dos idosos, das crianças e dos mais pobres e carenciados”.

O autarca salienta que “em nenhum momento” a edilidade deixará de cumprir a sua função social. “Sempre o fez ao longo do tempo da nossa Democracia e mais o fará, de forma pró-activa e solidária, em face deste cenário excepcional que nos atinge a todos, tanto enquanto comunidade como em relação a cada um dos cidadãos de Condeixa”, reforça.

O presidente da Câmara afiança que “dure esta situação o tempo que durar, quinze dias, um mês, ou mais, a autarquia irá disponibilizar meios para fortalecer os laços de ajuda aos munícipes”.

O edil enumera as “linhas mestras” da actuação municipal desde a criação de números de contacto directos de todos os serviços da autarquia, “por forma a que as situações mais urgentes possam ser tratadas, eficaz e imediatamente, evitando deslocações e protegendo sobretudo a população mais idosa”, à disponibilização de um serviço de apoio aos reformados, traduzido numa equipa móvel para transporte de medicamentos e produtos de primeira necessidade, evitando que “as pessoas tenham de sair de casa, promovendo assim o isolamento social como medida preventiva”.

Nuno Moita adianta que ontem foram distribuídos mais de 70 cabazes de compras, que incluem bens alimentares de primeira necessidade, tais como carne, leite e derivados, frutas e legumes. “Esses cabazes foram destinados a famílias com baixos rendimentos com alunos menores pertencentes ao escalão A do pré-escolar e do 1.º ciclo, que neste momento se confrontam com as cantinas fechadas”, informa o autarca.

“Nesta conjuntura excepcional, queremos pensar em todas as famílias do concelho e não apenas nas mais carenciadas. Vamos propor na próxima reunião do Executivo municipal um desconto de 50% no fornecimento da água durante os próximos meses a todos os consumidores”, revela o presidente da Câmara, estimando o impacto orçamental da medida em cerca de 50 000 euros mensais.

“A breve prazo”, os serviços municipais irão ainda “proceder à desinfecção dos espaços públicos do concelho com maior movimento de pessoas, de modo a travar a disseminação de vírus e outros focos de doença e promovendo a higiene e saúde pública”.

Refira-se que Condeixa conheceu ontem o primeiro caso de infecção por coronavírus. Trata-se de uma mulher de 45 anos, que se encontra em casa de quarentena, numa situação considerada “confinada” e sem causar preocupação de maior.