Coimbra  20 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Condeixa investe em programa de combate ao isolamento dos idosos

18 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Condeixa investe em programa de combate ao isolamento dos idosos

O Município de Condeixa-a-Nova associou-se ao Centro Social Polivalente de Ega para o desenvolvimento do projecto “Desafio Sénior”.

A iniciativa pretende combater o isolamento e a solidão da população idosa do concelho, retardando as necessidades de institucionalização, com um apoio integrado ao domicílio.

Com uma dotação global de cerca de 138 500 euros, este projecto contará com um apoio de 44 728 euros da Câmara Municipal de Condeixa, enquanto investidor social e resulta de uma candidatura ao Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, comparticipado pelo Fundo Social Europeu, sendo executado pelo Centro Social Polivalente de Ega.

“Desafio Sénior” destina-se a pessoas com mais de 65 anos que se encontram sozinhas em casa e isoladas, sem o apoio de familiares ou de quaisquer outras valências sociais. Até ao final de 2022 espera-se chegar a 30 idosos que beneficiarão de um apoio integrado ao domicílio, visando promover o bem-estar físico, psicológico e social, para que as suas entradas nos Centros de Dia e Estruturas Residenciais para Idosos seja retardada.

Uma das principais missões do projecto prende-se com a prevenção da doença e a promoção da saúde, apresentando soluções e alternativas inovadoras que possam ajudar o idoso a ter uma vida mais digna, mais activa e com melhor saúde.

É reconhecido que o isolamento e a solidão a que os idosos estão sujeitos fragiliza, a longo prazo, o seu estado de saúde, levando muitas vezes a situações como tesão arterial elevada, obesidade e falta de exercício que, por sua vez, podem aumentar o risco de doenças cardíacas, artrite, diabetes tipo 2, entre outras. Todas estas situações podem levar à diminuição da capacidade de realização de tarefas simples como tratar da higiene pessoal, entre outras actividades da rotina diária.

A realização deste projecto pretende, ainda, reduzir os encargos no Sistema Nacional de Saúde e de Segurança Social e reconhecer as mais valias trazidas pelas tecnologias ao serviço do utente.

Com a colaboração de uma equipa multidisciplinar, pretende-se criar uma plataforma de monitorização de sintomas de alerta dos idosos, ligada 24 horas por dia, promover junto dos idosos actividades diferenciadoras e individualizadas, acções de literacia digital, de fisioterapia, desportivas e de animação sociocultural.