Coimbra  20 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Condeixa-a-Nova: Percalço na Escola, trancas à porta

26 de Outubro 2018

O PSD de Condeixa-a-Nova reclamou, ontem (25), a reabertura dos portões do Centro Educativo da vila, encerrados, há duas semanas, na sequência de um atropelamento.

Uma funcionária sofreu uma fractura, causada por um automóvel, e a Câmara local tomou medidas, entretanto contestadas pelo Partido Social-Democrata e por membros da comunidade escolar.

Em comunicado, o PSD preconiza “a permissão aos pais do acesso ao interior do recinto”, conferindo-lhes a possibilidade de “confiar os filhos aos funcionários da Escola com conforto e segurança”.

Neste contexto, o principal partido da oposição ao executivo municipal sugere a alteração do sentido do trânsito no acesso ao recinto, fazendo com que a entrada se faça pelo lado da rua do Externato Infante D. Pedro e a saída rumo à rua de Fernando Namora ou rua da Cidade de Bretten.

O PSD defende, ainda, o “reordenamento do espaço interior por forma a optimizar e compatibilizar a circulação de veículos municipais e veículos particulares”.

O Partido Social-Democrata reagiu, assim, a orientações da vereadora Liliana Pimentel (PS) assentes na sugestão de o estacionamento ocorrer fora do Centro Educativo, razão por que a autarca recomenda aos pais “a condução das crianças pela mão” e a utilização de parques existentes nas proximidades.

Há duas semanas, em frente ao Centro Educativo de Condeixa, onde  se situam a Escola Básica do primeiro ciclo e Jardim-de-Infância, uma funcionária foi atropelada ao passar entre dois autocarros que se encontravam estacionados a aguardar a hora de transporte de alunos.

“A melhor atitude que a Câmara descobriu consistiu em vedar o acesso às entradas para a EB e Infantário, numa segunda-feira chuvosa”, desabafou ao nosso Jornal um encarregado de educação.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com