Coimbra  29 de Novembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Condeixa-a-Nova cria incubadora para empresas do sector do turismo e gastronomia

27 de Maio 2021 Jornal Campeão: Condeixa-a-Nova cria incubadora para empresas do sector do turismo e gastronomia

A Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova transformou uma antiga escola primária feminina numa incubadora de empresas ligadas ao sector do turismo e gastronomia.

“Este é um espaço de incubação para os jovens alunos da Escola de Hotelaria que queiram dar início a projectos próprios, que depois poderão ter apoio financeiro por parte da Câmara”, disse o presidente do Município de Condeixa-a-Nova, Nuno Moita, durante a inauguração da Escola de Condeixa Foodlab.

Este espaço, a Escola de Condeixa Foodlab, destina-se a empreendedores do sector do turismo, no âmbito do projecto “Tourism Creative Factory”, numa colaboração entre o Município, o Turismo de Portugal, a Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra e a Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra.

A Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, com esta iniciativa, disponibiliza aos seus alunos um espaço e recursos para ser possível desenvolver projectos e ideias de negócio ligadas ao turismo.

“Procuraremos ajudar as pessoas, no que diz respeito às suas qualificações profissionais, empresas e ideias de negócio, em primeiro lugar os profissionais que trabalham no mercado do turismo, com acções de formação, consultadoria e orientação”, disse o director da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, José Luís Marques.

“Estaremos também abertos para o público em geral, que esteja interessado em aprender, através de ‘workshops’ temáticos”, adiantou.

A antiga escola primária feminina de Condeixa-a-Nova foi reabilitada para receber formação na área da hotelaria.

As intervenções na antiga escola permitiram transformar uma sala em cozinha e criar uma copa no edifício principal. As obras incluíram a construção de duas áreas para resíduos e uma despensa e ainda equipamentos de hotelaria.

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, também presente na inauguração do novo espaço de incubação de empresas, referiu-se a este projecto como “uma oportunidade aos jovens de materializarem os seus sonhos”.

“Numa altura em que o sector do turismo passa tempos especialmente difíceis, devido à pandemia de covid-19, estar a celebrar a criação de um espaço numa escola de empreendedorismo, criando novos negócios num sector que foi tão afectado, implica que todos tenhamos esperança no futuro”, sustentou.

A iniciativa é mais um projecto que integra a distinção Região de Coimbra: Região Europeia de gastronomia 2021-2022.

“É uma inovação a nível nacional, sendo o primeiro em Portugal. Através desta escola esperamos que os alunos se motivem e que façam experiências, ao nível do empreendedorismo e da inovação”, disse o presidente da CIM de Coimbra, José Carlos Alexandrino.