Coimbra  21 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Concurso para o “Metrobus” será lançado em 2019, diz ministro

4 de Maio 2018 Jornal Campeão: Concurso para o “Metrobus” será lançado em 2019, diz ministro

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse, hoje, que os primeiros concursos da obra do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), baseado em autocarros eléctricos, deverão ser lançados no princípio do próximo ano.

O serviço unirá os concelhos de Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra.

“Estamos a fazer os projectos tal e qual como dissemos na altura”, respondeu o ministro, questionado pela agência Lusa, em Tábua, sobre os desenvolvimentos do processo.

A denominada solução “Metrobus” foi apresentada há quase um ano por Pedro Marques, em 02 de Junho de 2017, em Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra.

“Estamos a cumprir com aquilo com que nos comprometemos com as populações e com os autarcas”, sublinhou.

A execução do projecto de mobilidade do SMM, com que o Governo se comprometeu há um ano – e que abrange o canal do ramal ferroviário da Lousã e a cidade de Coimbra – deverá custar 89,3 milhões de euros.

Pedro Marques falava em Tábua, após ter participado na apresentação da solução para o IP3 aos autarcas dos municípios da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra.

A sessão foi vedada aos jornalistas, como já antes tinha acontecido em Tondela, numa iniciativa idêntica para os concelhos que integram a comunidade congénere de Viseu, Dão e Lafões.

A conclusão das obras do Itinerário Complementar 6 (IC6) visa servir a população e as empresas de Tábua, Oliveira do Hospital, Seia e outros concelhos vizinhos, nos distritos de Coimbra e Guarda, onde as acessibilidades são apontadas como um dos maiores entraves ao desenvolvimento.