Coimbra  25 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Concerto solidário junta Cavalo Azul e Orquestra Clássica do Centro

4 de Abril 2018

Joaquina Ly (das ‘Tenoríadas’), Ana Paula Moreira (da Cavalo Azul), Emília Martins (da OCC) e Luís Silva (Cavalo Azul)

A Associação Cavalo Azul está a assinalar o seu terceiro aniversário, que será celebrado com um concerto solidário, no próximo dia 14 de Abril (sábado), pelas 18h30, no auditório do Conservatório de Música de Coimbra, e com a presença da Orquestra Clássica do Centro (OCC).

É, aliás, no âmbito da parceria que existe entre as duas entidades que se realiza esta iniciativa, em que irão participar a OCC e a presença especial da cantora Vânia Couto, que irá interpretar o hino da Cavalo Azul em versão orquestral. Além destes estarão, ainda, presentes as participantes nas “Tenoríadas” 2018 (iniciativa em que apenas participam tenores do sexo feminino), com a direcção do concerto a ficar a cargo do maestro José Eduardo Gomes.

A Associação de Famílias Solidárias com a Deficiência (A.F.S.D), mais conhecida como Cavalo Azul, nasceu há 11 anos, com o objectivo de ajudar pais de portadores de deficiência, em predominância para a deficiência mental e mais profunda.

AS respostas sociais nesta área eram escassas ou nenhumas, pelo que a Associação construiu este equipamento social, que se tem revelado “pequeno para dar resposta a todos os que o procuram”, afirma a instituição.

Este concerto é, por isso, de extrema importância para ajudar a “ diminuir o empréstimo contraído e a financiar o dia-a-dia da instituição e, quando possível o, alargamento do equipamento social”.

São vários os graus de deficiência a que a Cavalo Azul dá resposta, desde as mais profundas às mais leves, com utentes que conseguem níveis diferenciados de autonomia, estando alguns integrados na própria instituição e trabalhando nela.

Emília Martins, presidente da direcção da OCC, sublinhou a importância destas parcerias/colaborações, lembrando a primeira das actividades com a Cavalo Azul: “uma exposição de fotografias de autoria dos utentes com o titulo ‘a Orquestra vista pelos olhos dos utentes da Cavalo Azul’, mas também a sua presença em concertos, amostra do trabalho realizado por estes utentes no Pavilhão Centro de Portugal e a realização de cafés-concerto, entre outras”. A responsável manifestou, ainda, a “esperança na concretização futura de muitas outras iniciativas conjuntas a bem da solidariedade, da educação e da cultura em geral numa cidade com o peso e responsabilidades históricas e culturais como tem Coimbra”.

“Quando os esforços convergem, os sonhos acontecem. A possibilidade desta colaboração com uma orquestra profissional é muito importante para quem quer seguir a carreira de cantor. Diria que é um prémio que todos gostariam de ter. Se a isto aliarmos o cariz solidário, o valor é ainda maior. Serão interpretadas obras de Mozart, Haydn, Haendel ou Verdi”, explicou Joaquina Ly, uma das responsáveis pela organização das “Tenoríadas”.

Os bilhetes têm o custo de 10 ou 30 euros (no caso da aquisição de quatro bilhetes). Se for portador de deficiência, o preço será de apenas cinco euros por entrada.

A bilheteira reverte, na íntegra, para a Associação Cavalo Azul.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com