Coimbra  26 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Concelho da Lousã sem água após destruição de conduta

20 de Dezembro 2019 Jornal Campeão: Concelho da Lousã sem água após destruição de conduta

Cerca de metade do concelho da Lousã, no distrito de Coimbra, está sem abastecimento público de água devido a estragos causados pela depressão Elsa.

Segundo o comandante Distrital de Operações de Socorro, Carlos Luís Tavares disse à agência Lusa, que uma parte da conduta de abastecimento foi danificada e o abastecimento está a ser feito com recurso a auto-tanques da protecção civil distrital.

Também em declarações à agência Lusa, o presidente do município da Lousã, Luís Antunes, especificou que uma conduta de abastecimento das Águas do Centro Litoral ficou destruída na madrugada de hoje no troço da zona de Cacilhas, na Ribeira de São João.

“Essa conduta abastece a zona mais central das vila, numa área de grande concentração de consumidores”, salientou o autarca, referindo que está a ser transportada água para os reservatórios situados no aeródromo municipal.

Trata-se de uma “solução improvisada, para mitigar os impactos”, sublinhou Luís Antunes. O presidente da Câmara da Lousã adiantou, ainda, que já foram iniciados os trabalhos de reparação da conduta destruída, mas que ainda não há previsão de quando possa estar operacional.

O Município trabalha em “soluções alternativas” para normalizar o abastecimento, acrescentou.

De acordo com o autarca, o mau tempo provocado pela depressão Elsa causou estragos significativos nas freguesias de Foz de Arouce, Casal de Ermio e Serpins, “a mais afectada, com danos avultados na praia fluvial, parque de campismo e infraestruturas de apoio”.

A passagem da depressão Elsa, em deslocação de Norte para Sul, provocou em Portugal dois mortos, um desaparecido e deixou perto de 80 pessoas desalojadas, registando-se entre quarta-feira e as 12h00 de hoje cerca de 7000 ocorrências, na sua maioria inundações e quedas de árvore.

O mau tempo provocou também danos na rede eléctrica, afectando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.