Coimbra  4 de Dezembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Colecção do Museu do Caramulo reforçada com duas obras de Picasso

18 de Outubro 2021 Jornal Campeão: Colecção do Museu do Caramulo reforçada com duas obras de Picasso

O Museu do Caramulo tem agora mais duas obras de Pablo Picasso e vê assim a sua colecção de arte a ser reforçada.

A presente doação vem complementar um importante núcleo de cerâmica de autor, que conta já com nomes como Jean Lurçat, Joan Miró, Marc Chagal, Heim Semke ou Júlio Pomar. As obras doadas juntam-se a duas peças originais de Pablo Picasso (1881–1973) igualmente em exposição permanente no Museu do Caramulo: uma Natureza morta, óleo sobre tela de 1947 e uma Mulher-garrafa, em faiança policromada, realizada no ano seguinte.

Ao contrário desta última, a travessa pintada com uma cena de toureio e o prato Pássaro n.º 82, fazem parte de edições limitadas realizadas pelo Atelier Madoura, em Vallauris, na Côte d’Azur. A primeira foi concebida em 1949, enquanto a segunda, mais tardia, é de 1963.

Foi naquele atelier do Sul de França que, em 1946, Picasso deu os primeiros passos no mundo da cerâmica, para o revolucionar em poucos anos. A sua extraordinária criatividade e capacidade de trabalho levaram-no a criar centenas de peças de grande originalidade que influenciaram e continuam a influenciar gerações de ceramistas. Muitas destas foram posteriormente seleccionadas para serem reproduzidas. Entre os temas que mais o estimularam, contam-se, justamente, as touradas e os animais, incluindo enorme número de aves.

As peças de cerâmica foram doadas por Isabel Cudell Gouveia e Madalena Cudell Gouveia e poderão ser vistas após a reabertura ao público da exposição de arte, que se encontra temporariamente encerrada devido a obras de requalificação.