Coimbra  28 de Fevereiro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CoimbraMaisFuturo tem candidaturas abertas para financiamento da actividade agrícola

12 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: CoimbraMaisFuturo tem candidaturas abertas para financiamento da actividade agrícola

A CoimbraMaisFuturo tem a decorrer até 05 de Fevereiro de 2021 três concursos de apoio aos investimentos e à diversificação das actividades nas explorações agrícolas e também às cadeias curtas.

A Medida 10.2.1.1. Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola tem candidaturas abertas até 15 de Maio, e destina-se a projectos de valor igual ou superior a 1 000 e inferior a 40 000 euros, a taxa de financiamento aplicável é de 50% de subsídio não reembolsável.

A Medida 10.2.1.3. Diversificação de Actividades na Exploração Agrícola tem candidaturas abertas até 15 de Maio, e destina-se a projectos de valor igual ou superior a 10 000 e inferior a 200 000 euros, a taxa de financiamento aplicável é de 40% de subsídio não reembolsável sem a criação líquida de postos de trabalho e de 50% com criação líquida de postos de trabalho.

A Medida 10.2.1.4. Cadeias Curtas e Mercados Locais – Componente Cadeias Curtas tem candidaturas abertas até 05 de Fevereiro de 2021, e destina-se a projectos de valor igual ou superior a 500 e inferior a 50 000 euros, a taxa de financiamento aplicável é de 50% de subsídio não reembolsável para o investimento material e de 80% para o investimento imaterial. Uma das importantes especificidades desta medida é a possibilidade de atribuir aos agricultores, uma ajuda simplificada de 48 euros para deslocações aos mercados locais. Este apoio às deslocações, é atribuído por titular da exploração agrícola, sendo acumulável até aos 7 488 euros, durante a vigência máxima do projecto.

O anúncio dos concursos e outra documentação relevante estão disponíveis na página da CoimbraMaisFuturo (www.coimbramaisfuturo.pt).

Os potenciais promotores podem entrar em contacto com a CoimbraMaisFuturo para a marcação de um atendimento personalizado que, poderá ser realizado presencialmente (se as circunstâncias actuais, no contexto covid-19, o permitirem), por telefone, ou ainda em reunião virtual.