Coimbra  22 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra vai ter recriação histórica da I Grande Guerra

14 de Novembro 2018 Jornal Campeão: Coimbra vai ter recriação histórica da I Grande Guerra

Mário Costa, Bruno Paixão e João Francisco

A praça de 08 de Maio, na “Baixa” de Coimbra, vai ser palco, no sábado, de uma recriação histórica de vários momentos da I Grande Guerra Mundial e da participação portuguesa no conflito.

Pela praça de 08 de Maio, 15 actores, acompanhados pela Opus Ensemble, vão recriar vários momentos da participação portuguesa na I Grande Guerra Mundial, desde a convocatória dos mancebos à assinatura do armistício.

A iniciativa, organizada pela Fundação INATEL Coimbra em conjunto com a companhia Viv’Arte e a União das Freguesias de Coimbra, vai decorrer às 11h00, e terá a duração de cerca de hora e meia.

Segundo o director da Fundação INATEL Coimbra, Bruno Paixão, a representação teatral começa com a convocatória dos mancebos, prosseguindo-se a despedida dos familiares.

A guerra nas trincheiras, as cartas que os militares portugueses escreviam aos familiares sobre a frente de guerra, o regresso dos soldados feridos e a assinatura do armistício são outros dos episódios retratados neste espectáculo, referiu o responsável.

Durante a recriação, é ainda retratada a chegada dos caixões daqueles que morreram, a entrega das insígnias aos familiares dos soldados falecidos e o hino nacional.

A iniciativa é de entrada livre, tendo sido um desafio lançado pela companhia Viv’Arte à Direcção distrital da Fundação INATEL por “Coimbra ter sido um local muito emblemático da saída dos portugueses para a primeira Grande Guerra”, explanou.