Coimbra  19 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra Trail vai ter prova de Ultra e cerca de 1 000 participantes

19 de Setembro 2019

A 4.ª edição do “Coimbra Trail Santo António dos Olivais” realiza-se a 29 de Setembro e contará com quatro provas (caminhada, mini trail, trail e ultra trail), contando já com perto de 1 000 inscrições.

As grandes novidades este ano prendem-se com a realização da prova de ‘ultra trail’ que, simultaneamente e pela primeira vez, servirá para apurar os campeões distritais. Para além disso, e pelo prestígio que esta competição tem tido “a nível regional e nacional”, quer o ‘ultra trail’ (de 43 quilómetros) como o ‘trail’ (de 26 quilómetros), contarão para o campeonato nacional, tendo a de ‘trail’ a pontuação de 150, logo, um peso maior para a disputa nacional.

A caminhada e o ‘mini trail’ terão o mesmo percurso, de 10 quilómetros.

O “Coimbra Trail Santo António dos Olivais”, a dimensão desta prova “só foi possível de atingir pela dedicação à prova, limpeza dos trilhos e reconhecimento desse trabalho, quer por parte de parceiros como de atletas”, explicou David Amaral, presidente da Coimbra Trail Running, entidade organizadora.

Paulo Gomes, da Coimbra Trail Running, evidenciou ainda o facto desta competição ter já contribuído para a “recuperação de caminhos que estavam já fechados há décadas”.

Este ano, as inscrições (que terminam apenas no próximo domingo, 22) são já perto das 1 000, um aumento em relação ao ano anterior. Aliás, a Coimbra Trail Running viu-se “obrigada” a abrir mais vagas (50) para a prova de ‘ultra’, uma vez que as 200 vagas disponibilizadas no início esgotaram facilmente.

“O objectivo desta prova é o de mostrar os trilhos que existem a dois passos da cidade, na Mata de Vale de Canas”, sublinhou David Amaral, referindo que, apesar de terminarem no largo do Padre Estrela Ferraz, em Santo António dos Olivais, irá ainda passar pelas localidades/freguesias de “Torres do Mondego, Brasfemes, Eiras e São Paulo de Frades”.

No total, e até ao momento, estão inscritas 32 equipas (com cinco ou mais elementos), sendo seis delas de nacionalidades estrangeiras (espanholas, polacas, suíças, brasileiras e bolivianas). Apenas 30 por cento dos participantes são do concelho de Coimbra, havendo atletas de vários pontos do país.

Para David Soares, da Associação Distrital de Atletismo de Coimbra (ADAC), esta é uma prova “muito importante a nível regional e nacional”, daí a escolha para integrar nela a sua primeira prova de ‘ultra’ respeitante ao campeonato regional de ‘ultra’.

A ADAC atribuirá, por isso, títulos de campeões distritais a todos os escalões (dos sub-23 aos 65 anos), contando com uma participação de cerca de 60 atletas.

Trail também tem “selo” de Eco-Evento

O “Coimbra Trail Santo António dos Olivais” foi considerado pela ERSUC como um Eco-Evento, pelo que terá algumas obrigações a cumprir.

“A preocupação com o meio ambiente é algo que temos e este ano há, de facto, um compromisso para reduzir o impacto ambiental da prova”, disse David Amaral.

Desde logo, haverá selecção e recolha de resíduos; as fitas de sinalização são as mesmas utilizadas no ano passado, provenientes dos Jogos Europeus Universitários; e também os tapetes na zona das chegadas foram os já utilizados pelo Campeonato Europeu de Kayak Polo.

Francisco Andrade, presidente da Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, destacou a “entrega total” do executivo na realização desta prova, que aceitou desde a primeira hora, apoiando quer ao nível logístico como financeiro.

“Gostamos de eventos profissionais e bem organizados”, salientou o autarca, notando que “este evento, que atrai já um milhar de pessoas e dá a conhecer a parte mais rural das freguesias e outras realidades, já merecia mais atenção”.

Na apresentação da prova marcou, também, presença o vereador do Desporto da Câmara Municipal de Coimbra, Carlos Cidade, que destacou o “Coimbra Trail” por ser uma competição em que “participam atletas de todas as idades”.

“Quer a Junta de Freguesia como a Câmara Municipal têm a obrigação de apoiar estes eventos, ainda para mais uma prova que tem tido grande êxito”, afirmou o autarca, acrescentando que este tem sido “um ano de ouro para o trail e para o atletismo na cidade. “Coimbra já teve referências nacionais e internacionais no atletismo e vai voltar a ter”, realçou Carlos Cidade, relembrando um acréscimo significativo de praticantes filiados na modalidade nos últimos anos.

O autarca informou, ainda, de que as obras de reabilitação da pista de atletismo do Estádio Cidade de Coimbra estão prestes a começar, estando previstas para os próximos quatro meses, período em que os atletas poderão treinar no Estádio Universitário, numa parceria estabelecida entre o Município e a Universidade de Coimbra.

Como parceiros, o “Coimbra Trail” tem, para além da Junta de Freguesia dos Olivais e da Câmara Municipal, os Bombeiros de Brasfemes e outros apoios institucionais.

“O nosso objectivo é sedimentar a confiança com os nossos parceiros e atletas, para que a 5.ª edição seja ainda melhor”, afirmou David Amaral, reconhecendo que a prova está já “num patamar bastante apreciável”.

No futuro há a intenção de candidatarem-se à participação no Campeonato Nacional de Trail.

Os percursos, regulamentos e horários (as provas têm início a partir das 08h00 e sempre ao toque do sino da igreja de Santo António dos Olivais) poderão ser consultados em http://www.coimbratrail.pt/

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com