Coimbra  23 de Maio de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Tapetes floridos trazem cores e aromas à “Baixa”

15 de Maio 2019

A “Baixa” de Coimbra enche-se de cores, aromas, sabores e animação no próximo sábado (dia 18), com a Festa da Flor e da Planta, sendo novidade os tapetes floridos na calçada das principais vias da “Baixinha”.

Segundo a Câmara Municipal de Coimbra, haverá tapetes florais naturais espalhados num circuito que compreende o patim da Igreja de Santa Cruz, a rua Direita, a rua da Louça, a rua do Corvo, o largo do Poço, a rua dos Sapateiros, as escadas de São Tiago, a rua de Adelino Veiga, as escadas de São Bartolomeu e as escadas do Gato.

“Esta é uma nova aposta para dinamizar o evento e, também, para envolver o tecido associativo, uma vez que cabe às colectividades de Coimbra a criação e a execução destes tapetes”, refere o Município.

A Festa da Flor e da Planta decorrerá entre as 10h00 e as 18h30, com a participação de mais de meia centena de expositores, o maior número de sempre verificado no evento que vai para a sua 12.ª edição.

Participam nesta iniciativa floristas, viveiristas, vários representantes de produtos biológicos, associações de âmbito cultural e recreativo, maioritariamente de natureza etnográfica e folclórica, uma instituição de ensino vocacionada para a área da agronomia, o Horto Municipal, uma esteireira, entre outros participantes que recorrem a flores, plantas, produtos de origem biológica ou à doçaria tradicional para imprimirem a sua expressão criativa.

O eixo urbano que liga a praça de 08 de Maio ao largo da Portagem contará, também, com animação ao longo do dia. O certame será marcado, no período da manhã, pela actuação da Banda Filarmónica de Ceira (às 10h30), a que se segue um desfile de trajes relativos ao tema “Papoilas e Pirilampos”, com a colaboração da Marcha Popular de Ribeira de Frades (às 11h00).

A programação integra, ainda, a recriação de tradições populares da região de Coimbra, por parte de grupos de etnografia e folclore, seja através de um desfile etnográfico, onde não faltarão os pregões de outrora (às 11h30), seja pela presença de um vasto conjunto de expositores com gastronomia e doçaria tradicional da região. O Grupo “Tiroliro”, da Aposénior, actua às 15h00, o Grupo de Concertinas “Sons de Casconha” às 16h00, e as Mondeguinas – Tuna Feminina da Universidade de Coimbra às 16h30.

A realização de um workshop, que versará a construção de um minijardim suspenso com recurso a plantas suculentas, dinamizado pelo “Espaço Madurinha”, acontecerá pelas 14h00, sendo de acesso gratuito.

Com esta iniciativa anual, cuja data da presente edição coincide com o Dia Internacional do Fascínio das Plantas, a Câmara de Coimbra pretende “celebrar a natureza e chamar a atenção dos cidadãos para a prática de condutas que promovam a biodiversidade e para a importância do estudo das plantas na conservação do meio ambiente e na melhoria da agricultura, assim como na produção sustentável de alimentos, sem esquecer a horticultura, a silvicultura ou a produção de bens não-alimentares”.