Coimbra  21 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Sé Velha, Santa Cruz e Sé Nova reabrem na segunda-feira

14 de Maio 2020 Jornal Campeão: Coimbra: Sé Velha, Santa Cruz e Sé Nova reabrem na segunda-feira

A Sé Velha, a Sé Nova e a Igreja de Santa Cruz, em Coimbra, reabrem na segunda-feira, afirmou, hoje, a Direcção Regional de Cultura do Centro, salientando que não há uma regra igual para todas as igrejas classificadas como monumentos.

A Direcção Regional de Cultura do Centro (DRCC) recebeu a confirmação por parte da Diocese de Coimbra de que na segunda-feira irão reabrir para visitação a Sé Nova, Sé Velha e Igreja de Santa Cruz, todas classificadas como monumentos nacionais, depois de terem estado encerradas devido à pandemia da covid-19, disse à agência Lusa a directora regional, Suzana Menezes.

Segundo a responsável, as dioceses de Viseu e da Guarda estão também a analisar o processo “e a fazer o maior dos esforços para assegurar as condições necessárias” para reabrir espaços à sua guarda classificados como monumentos nacionais.

Suzana Menezes esclareceu que nos casos de igrejas, que são locais de culto e ao mesmo tempo locais de visitação, a análise do processo de reabertura está a ser feito “caso a caso”, em articulação com as diferentes dioceses.

“Os monumentos que são de visitação poderão, se as dioceses o entenderem, ser reabertos nesta fase”, acrescentou, explicando que, como são espaços de tutelas mistas, as dioceses têm uma “palavra a dizer”.

De acordo com a directora regional de Cultura, “não quer dizer que haja uma abertura integral para todos os espaços”, visto que há monumentos com “áreas muito diferentes e ocupações máximas muito diferentes”, bem como capacidades distintas para garantir toda a segurança na sua reabertura à visitação.

“Não estamos a definir uma regra única para todos os espaços. O que procuramos é assegurar, do ponto de vista do visitante, que os espaços são seguros e que quem entra está num espaço que confere toda a segurança necessária” – vincou.

Suzana Menezes espera até ao final da semana ter terminado o processo de reabertura de igrejas classificadas como monumentos nacionais, salientando que muitas poderão não reabrir logo na segunda-feira.