Coimbra  13 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: rio Mondego vai ser palco do Europeu de Kayak Polo

16 de Agosto 2019

O rio Mondego, em Coimbra, vai ser palco do Europeu de Kayak Polo, prova que se realiza entre 26 de Agosto e 01 de Setembro.

No total, estão confirmadas 49 equipas, em representação de 18 países, que vão competir pelos títulos europeus das diferentes categorias: seniores masculinos, seniores femininos, sub-21 masculinos e sub-21 femininos.

Os espectadores que se deslocarem ao Parque Verde do Mondego vão ter a oportunidade de ver em acção a Espanha, actual campeã da Europa de seniores femininos; a Alemanha, que conquistou o último título mundial e que nos seniores femininos é campeã do mundo e da Europa; a Grã-Bretanha, que conquistou, nos sub-21, os últimos títulos mundial e europeu.

Assim, em Coimbra vão competir alguns dos melhores jogadores da Europa e do Mundo, como são os casos do alemão Robert Pest, do italiano Luca Bellini e do espanhol Alejandro Gordo Herrero.

Já no sector feminino, destaque para as alemãs Caroline Sinsel e Elena Gilles, a italiana Roberta Catania, a francesa Nais Zanfini e as britânicas Prudence Blyth e Virginia Coyles.

“É a primeira vez que há mais equipas sub-21 femininas do que seniores num Campeonato da Europa”, afirma João Botelho, vice-presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, assumindo, ainda, que esta é “uma boa novidade”, uma vez que “é a prova que a modalidade está a revitalizar-se e a motivar o interesse das atletas femininas”.

Responsável pelo ‘Kayak Polo’ no seio da Federação Portuguesa de Canoagem, João Botelho confirma que “ao nível do Campeonato da Europa, houve pequeníssimo decréscimo face ao último europeu, realizado em França”, mas, prossegue, “isso tem a ver com aqueles países da Europa de leste/central, mais pobres, que não vêm”. “É o preço a pagar por estarmos neste cantinho da Europa”, reforça.

O vice-presidente da Federação Portuguesa de Canoagem antecipa “um campeonato bastante competitivo”, explicando que “a larga maioria das equipas discute um lugar nos oito primeiros, que é o que garante a presença no Campeonato do Mundo do ano que vem. Mesmo as equipas que não vão ao pódio querem ir ao Campeonato do Mundo”.

A nível organizativo, João Botelho não tem dúvidas que as expectativas vão ser superadas. “Estamos em condições de fazer uma coisa que nunca foi feita: um grande, grande Campeonato da Europa de Kayak Polo, concretamente a nível de visão e comunicação do desporto e de uma abordagem mais profissional”, conclui.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com