Coimbra  15 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra recebe mais 818 estudantes na segunda fase de ingresso no Ensino Superior

17 de Setembro 2023 Jornal Campeão: Coimbra recebe mais 818 estudantes na segunda fase de ingresso no Ensino Superior

A segunda fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES) resultou na colocação de 8.190 estudantes, 76% dos quais nas três primeiras opções.

Nesta segunda fase a Universidade de Coimbra recebe 78 novos alunos, o Instituto Politécnico 156 e a Escola de Enfermagem 21, totalizando 818 estudantes.

Dados do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior mostram que 9.952 vagas foram colocadas a concurso, às quais acresceram 2.071 libertadas por candidatos colocados e matriculados na primeira fase e 103 adicionais.

Contas feitas, não foram ocupadas nesta segunda fase 3.936 vagas, que podem ser disponibilizadas para a terceira fase do Concurso Nacional de Acesso ou reverter para os concursos especiais e para os concursos de mudança instituição e/ou curso.

Segundo os dados facultados, Universidade de Lisboa, Instituto Politécnico do Porto, Instituto Politécnico de Bragança, Instituto Politécnico de Lisboa e Universidade de Coimbra são as instituições que receberam mais colocados nesta segunda fase.

A maioria das vagas disponíveis na segunda fase pertencia a Institutos Politécnicos (cerca de 6.600). Os cursos com médias de entrada mais elevadas voltaram a abrir vagas na segunda fase, mas em muitos casos com apenas um ou dois lugares.

Os estudantes agora colocados devem matricular-se entre 17 e 19 de Setembro junto da respectiva instituição de ensino superior.

Dos 20.399 candidatos à segunda fase de acesso, 4.395 não tinham concorrido à primeira fase, 6.575 tinham-no feito mas não tinham ficado colocados, 2.115 foram colocados na primeira fase mas não se matricularam e 7.314 foram colocados e matricularam-se na primeira fase mas voltaram a candidatar-se.

O Ministério contabiliza que no conjunto das duas fases de acesso já realizadas foram colocados 50.767 novos estudantes (soma dos colocados e matriculados na primeira fase e dos colocados na segunda fase, descontados os colocados na segunda fase mas já matriculados na sequência da primeira).

Na primeira fase do concurso já tinham sido colocados 49.462 estudantes, número ligeiramente abaixo do registado no ano passado, dos quais se matricularam 44.648 (90%).

As Universidades de Lisboa, Porto e Coimbra foram as que abriram mais vagas para a primeira fase e as que registaram mais alunos a colocar os seus cursos como primeira opção.

Segundo dados divulgados pelo Ministério após a primeira fase de acesso, 38 cursos não tiveram nenhum candidato, a maioria em Institutos Politécnicos.

Os cursos de Engenharia Aeroespacial continuam a ser dos mais procurados e com as médias de entrada mais elevadas, num grupo de 14 cursos – onde se encontram os de Medicina – em que só conseguiram lugar os alunos com uma nota média superior a 18 valores.

Os resultados da segunda fase do concurso foram divulgados às 00h01 deste domingo, na página online da Direcção-Geral do Ensino Superior (http://www.dges.gov.pt).

As vagas a concurso na terceira fase serão divulgadas em 22 de Setembro e as candidaturas poderão ser apresentadas entre esse dia e 25 de Setembro.