Coimbra  23 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra quer apoiar 78 associações culturais com mais de 340 mil euros

14 de Agosto 2020 Jornal Campeão: Coimbra quer apoiar 78 associações culturais com mais de 340 mil euros

A Câmara de Coimbra pretende apoiar financeiramente a actividade de 78 associações com um valor de 343 750 euros, depois de as candidaturas terem sido analisadas ao abrigo do novo Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo Cultural, que entrou em vigor em Dezembro do ano passado.

Com a finalidade de dotar as associações culturais das condições necessárias ao normal desenvolvimento das suas actividades, a Câmara de Coimbra vai apoiar a actividade de quase oito dezenas de associações do concelho, que foram contempladas depois de cumpridos os prazos e analisadas as candidaturas à primeira e segunda fases do “Apoio Financeiro Municipal à Actividade Permanente para 2020 – Associativismo Cultural Geral”.

Assim sendo, na primeira fase, foram submetidas 29 candidaturas e foram consideradas válidas 28, traduzindo-se num apoio financeiro global de 147 250 euros. Foram validadas 10 candidaturas na área da música (16 500 euros), duas na área da dança (3 250 euros), seis na área da etnografia e folclore (12 250 euros), três na área do teatro (42 500 euros), uma no cinema e audiovisual (4 000 euros), uma na área das artes plásticas e visuais (50 000 euros), três na área de cultura e recreio (13 750 euros) e duas outras de associações cujas actividades evidenciam interesse cultural (5 000 euros).

Já na segunda fase, proposta que será analisada na próxima reunião do executivo municipal, foram submetidas 52 candidaturas e foram consideradas válidas 50, traduzindo-se num apoio financeiro global de 196 500 euros. Foram validadas 22 candidaturas na área da música (137 750 euros), uma na área da dança (2 000 euros), oito na área da etnografia e folclore (15 250 euros), duas na área do teatro (3 250 euros), uma no cinema e audiovisual (3 000 euros), 10 na área de cultura e recreio (15 500 euros) e seis outras de associações cujas actividades evidenciam interesse cultural (19 750 euros).

Segundo Carina Gomes, vereadora da Cultura, o associativismo é “um dos pilares fundamentais da cultura em Coimbra” e que esta segunda fase – e a posterior terceira fase – são medidas excepcionais “de apoio às associações para minimizar os efeitos negativos da pandemia da covid-19”.

É precisamente tendo em conta os constrangimentos provocados pela pandemia que a autarquia decidiu excepcionalmente abrir uma segunda fase de candidaturas, que decorreu de 01 a 15 de Junho. Por isso, também, na próxima reunião o Executivo municipal vai deliberar sobre a proposta da para a abertura de uma terceira fase de candidaturas. Esta nova fase excepcional é destinada às “associações que, tendo comprovadamente mais de 100 associados não tenham apresentado candidatura nas duas fases anteriores ou, tendo apresentado, aquelas cujas candidaturas tenham sido excluídas nos termos do ‘Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo Cultural’”.

 

 Cerca de meio milhão de euros para colectividades desportivas

 

Durante a próxima reunião, o Executivo municipal vai, ainda, analisar e votar a atribuição de cerca de 496 000 euros em apoios financeiros a 78 colectividades desportivas, referente à época 2019/2020, ao abrigo do Regulamento Municipal de Apoio ao Desporto.

A proposta contempla apoios para instalações desportivas (35 000 euros); aquisição de material desportivo estrutural (10 000 euros); fornecimento de material desportivo de desgaste (15 000 euros); participação em eventos desportivos não regulares (10 000 euros); organização de eventos desportivos internacionais ou nacionais de relevo (20 000 euros); transportes (12 500 euros); reconhecimento da formação desportiva (169 190 euros); confirmação da prestação desportiva (122 312 euros); e apoio ao alto rendimento (10 500 euros). Os restantes 91 000 euros já foram transferidos como um adiantamento, uma medida adoptada em Abril pela Câmara de Coimbra para apoiar financeiramente as colectividades durante a pandemia.

Carlos Cidade, vereador do Desporto, destacou que este apoio vem “garantir aos clubes, associações e colectividades desportivas as condições necessárias para o desenvolvimento da sua relevante actividade”.