Coimbra  27 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra é dos distritos onde se compra mais T4 e T5

17 de Julho 2020 Jornal Campeão: Coimbra é dos distritos onde se compra mais T4 e T5

Segundo o ‘Barómetro de Crédito Habitação 2020’, realizado pelo simulador de empréstimo para comprar casa ComparaJá.pt, a região de Coimbra é das que regista mais pedidos de crédito para aquisição de imóveis T4 (24,5%) e T5 (6,9%).

Apesar deste resultado, verifica-se, também, que a maior parte da população que compra casa em Coimbra opta por um T2 (44,1% das pessoas), à semelhança do que se observa nos restantes distritos do país.

Já as tipologias T0 e T1 são as menos procuradas, sendo que esta última não vai além dos 4,6% de pedidos de financiamento nesta região.

 

Mais de 50% dos consumidores têm pelo menos licenciatura

 

No que diz respeito à formação académica, 39,5% dos proponentes de empréstimo para comprar casa, no distrito de Coimbra, detém licenciatura, mas é entre os formados com mestrado ou doutoramento que esta região do país se destaca. 20,2% dos consumidores de crédito imobiliário finalizaram os graus mais elevados de formação.

No entanto, também se verifica um número considerável de pedidos de empréstimo efectuados no distrito de Coimbra por pessoas com o ensino básico ou primário (10,2%).

 

Mais de 65% dos proponentes têm até 40 anos

 

Quanto à faixa etária dos clientes de crédito para compra de casa neste distrito, 65,3% estão dentro da idade considerada normal para pedido de financiamento, ou seja, até aos 40 anos.

A maior fatia destes clientes (26%) tem entre 31 e 35 anos e a segunda faixa etária mais representativa tem idades compreendidas entre os 36 e os 40 anos (25,4%).

Ainda assim, quando comparado com outros distritos, há uma maior preponderância dos pedidos de crédito habitação em Coimbra depois de completarem 50 anos (6,7%).

 

Maioria prefere imóveis já construídos

 

Neste âmbito o distrito de Coimbra segue a tendência do resto do país, com a população a preferir casas com “chave na mão” (67,4%).

Coimbra continua, no entanto, a ser dos distritos onde mais se solicita créditos para construir casa (17,2%).

Esta região de Portugal destaca-se, ainda, por ser das zonas onde menos se recorre à transferência de crédito à habitação (15,4%).