Coimbra  19 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Plenário de CpC com eleições na agenda

22 de Março 2017

O movimento Cidadãos por Coimbra reúne-se, sábado (25) à tarde, na Casa Municipal da Cultura, destinando-se o plenário a deliberar sobre “os critérios” para escolha de potenciais autarcas.

À luz da relativa tensão por que se tem pautado a vida de CpC, no passado recente, os membros do movimento cívico irão ser chamados a pronunciar-se sobre a eleição de nova Direcção, apurou o “Campeão”.

De acordo com a Carta Organizativa, são membros de CpC os cidadãos que, identificando-se com os princípios e objetivos enunciados, tenham subscrito o documento fundador ou participado nas actividades do movimento e os que venham a formalizar pedido de adesão.

Para José Augusto Ferreira da Silva, coordenador de Cidadãos por Coimbra e vereador, uma reunião de aderentes fomentada por Graça Simões, José Dias e José Vieira Lourenço, com o intuito de preparar o plenário do movimento agendado para 25 de Março, teve o condão de tornar claro o desejo dos camaradas em que ela não contasse com a presença dele.

“Não posso deixar de vos dar conta da minha profunda preocupação com a situação criada, a pretexto da apresentação que fiz de uma proposta” inerente a hipotético patrocínio de CpC a uma candidatura de José Manuel Silva à presidência da Câmara Municipal conimbricense.

“Ao fim de quatro anos de luta incessante pela democracia e pela transparência na CMC, deveria, ao menos, ser credor da presunção de que agi apenas movido pela minha consciência e pelos princípios que entendo serem os de Cidadãos por Coimbra”, desabafa Ferreira da Silva, que preconiza “uma séria reflexão sobre o estado actual de CpC e acerca do seu futuro como movimento cívico autónomo e independente de quaisquer tutelas”.

Movimento que exclua de candidato(a) a líder do Município conimbricense alguém que dele ainda não faça parte não é CpC em que José Augusto se reveja, noticia o “Campeão”, cuja edição impressa de 23 de Março [de 2017] narra o que se passou em três horas da sessão que precedeu o próximo plenário de Cidadãos por Coimbra.

“Não há alargamento [do movimento] se só contarmos com os que já cá estão”, advertiu, sábado (18), José Reis, líder da bancada de Cidadãos por Coimbra na Assembleia Municipal.

O autarca e professor universitário fez a advertência no âmbito de uma reunião de aderentes ao movimento cívico, convocada pelo coordenador de CpC para debater aquilo a que José Reis não hesitou em denominar de “dissensão política”.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com