Coimbra  19 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: PCP age em prol de “verdadeira política cultural”

16 de Março 2018

O PCP de Coimbra vai reunir-se com agentes culturais e com representantes do movimento associativo com o intuito de garantir “uma verdadeira política cultural” para o concelho.

A iniciativa, que envolve autarcas da CDU, visa a definição e a criação de “uma verdadeira política cultural para o Município e de um regulamento que lhe dê corpo”, disse, em conferência de Imprensa, o vereador Francisco Queirós.

Ao opinar que, por vezes, a vereadora Carina Gomes (eleita pelo PS) “parece viver num mundo à parte”, o autarca comunista lamentou “medidas avulsas” e considerou que a política cultural da Câmara conimbricense “limita-se à atribuição de apoios directos” mediante “critérios de ponderação desadequados à realidade do concelho e pouco transparentes”.

“O Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo Cultural data de 2003, estando aparentemente em vigor – facto que, em recente reunião da CMC, a vereadora Carina Gomes revelou desconhecer – embora ele já não seja conforme ao quadro legislativo vigente”, entende o PCP/Coimbra.

“Cultura não é necessariamente eventos, é um programa contínuo de cidadania”, afirmou Manuel Rocha, líder da bancada da CDU na Assembleia Municipal de Coimbra, em cujo ponto de vista urge instituir uma política capaz de resolver os problemas culturais mais prementes.

Para o autarca, “confunde-se muito política cultural com dirigismo cultural”, sendo que “há líderes a dizer o que se deve fazer, mas falta uma mesa rodeada de cadeiras”.

Ao queixar-se de a CMC estar, “frequentemente, de costas voltadas para os agentes culturais”, o vereador Francisco Queirós preconizou a constituição de um Conselho Municipal da Cultura.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com