Coimbra  31 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: “Os Verdes” querem saber se ETAR do Choupal funciona bem

4 de Maio 2018 Jornal Campeão: Coimbra: “Os Verdes” querem saber se ETAR do Choupal funciona bem

O Partido Ecologista ‘Os Verdes’ (PEV) questionou o Governo sobre o lançamento de efluentes no rio Mondego, “aparentemente sem tratamento”, depois de serem rejeitados pela ETAR (estação de tratamento de águas residuais) do Choupal, em Coimbra.

O deputado José Luís Ferreira, do grupo parlamentar ‘Os Verdes’, entregou na Assembleia da República (AR) uma pergunta questionando o Governo, através do Ministério do Ambiente, sobre “os efluentes rejeitados” pela “ETAR do Choupal, no concelho de Coimbra, que aparentam estar a ser descarregados directamente no rio Mondego sem o devido tratamento”.

Durante uma deslocação de ‘Os Verdes’ ao local, em Janeiro deste ano, foi possível observar que “as águas vindas de montante com os efluentes lançados no canal, se encontravam escurecidos, carregados de matéria orgânica e que originavam no rio um manto de espuma branca à superfície da água”, afirma o documento que foi entregue na AR, sublinhando que a situação se mantém.

“Recentemente o PEV voltou ao local, tendo constatado que as águas continuam a ser lançadas com elevados níveis de matéria orgânica”, afirma o mesmo documento, adiantando que “a única diferença registada no que se observou entre as duas visitas de ‘Os Verdes’ foi o corte de uma árvore onde a água que era rejeitada batia e provocava o aumento da espuma”.

A ‘olho nu’, “os efluentes aparentam ser rejeitados com parâmetros inadequados para o rio Mondego comprometendo a sua qualidade, com consequências para a biodiversidade e actividades económicas e de lazer, em particular para as actividades agrícolas, piscatórias e lúdicas do vale do Mondego”, acrescenta.

O PEV quer, assim, saber se “o Ministério do Ambiente tem monitorizado a ETAR do Choupal e as respectivas águas rejeitadas por esta infraestrutura” e se “os parâmetros das águas rejeitadas estão adequados e de acordo com os critérios estabelecidos na respectiva licença de rejeição no Domínio Público Hídrico”.

O grupo parlamentar de Os Verdes questiona ainda se a ETAR do Choupal se encontra a “funcionar nas devidas condições” e, se sim, “por que razão as águas aparentam um tratamento débil”.

Além disso, questionando ainda “que medidas irão ser tomadas no sentido de melhorar a qualidade das águas que são rejeitadas no rio Mondego”.