Coimbra  10 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Lançada a requalificação da Calçada de Santa Isabel

18 de Setembro 2019

No terceiro dia da Semana Europeia da Mobilidade, a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) lançou a obra de requalificação da Calçada de Santa Isabel e espaços adjacentes, em Santa Clara, que decorrerá durante um ano.

A obra foi consignada à empresa Tomás de Oliveira – Empreiteiros, SA, com a assinatura do auto a acontecer no largo de acesso ao Convento de Santa Clara-a-Nova. Os trabalhos, que visam melhorar as condições de conforto, acessibilidade e segurança pedonal na zona, representam um investimento de cerca de um milhão de euros.

A intervenção pretende, sobretudo, criar melhores condições de mobilidade pedonal nestes espaços e melhorar a via pública. Uma obra que está integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Coimbra, e que visa requalificar aproximadamente 5 600 metros quadrados, que incluem todo o espaço da referida via – desde a cota mais elevada (rua Mendes dos Remédios) até à cota mais baixa (rua Carlos Alberto Pinho de Abreu) – a plataforma de acesso ao Convento de Santa Clara-a-Nova, a travessa de Santa Isabel e as escadas de acesso ao largo de Nossa Senhora da Esperança.

O presidente da CMC lembrou a importância da obra e o facto de ser muito exigente, uma vez que poderão surgir “surpresas do ponto de vista geotécnico e arqueológico”, deixando claro desde logo que a autarquia fará “parte da solução”.

Manuel Machado recordou, ainda, que a intervenção demora cerca de um ano e que 2020 é ano da Rainha Santa Isabel e da sua habitual procissão, que movimenta milhares de pessoas.

“Esta é uma intervenção muito delicada, quer em termos físicos, quer em termos patrimoniais, quer em termos temporais. Vamos ter aqui equipas de fiscalização permanentes e acompanhamento com trabalho redobrado. (…) E temos que ter em conta o facto do próximo ano ser da Rainha Santa e da necessidade de compatibilizar todas estas coisas”, acrescentou o autarca, concluindo: “A obra é muito importante de ser realizada”.

“Vamos intervir na requalificação desta parte da cidade, num espaço simbólico e num ano de grande importância e interesse, que vai merecer a visita de milhares pessoas”, resumiu Manuel Machado, considerando que “tudo isto é um desafio”. E foi, precisamente, com um desafio à empresa que o autarca concluiu o seu discurso: “Se conseguirem antecipar o prazo de execução, antecipamos o pagamento”, afirmou, desejando que “a obra corra bem”.

A empreitada prevê a repavimentação de toda a área e a criação de uma faixa de conforto, a estabilização e tratamento de alguns muros, o melhoramento da iluminação pública, o reordenamento do estacionamento, a renovação do mobiliário urbano e a realização de novas infraestruturas, incluindo o enterramento de cabos aéreos e a limpeza dos cabos das fachadas.

Está ainda prevista a criação de um miradouro junto ao extremo do muro do Convento São Francisco, criando um local para contemplação da paisagem da cidade de Coimbra.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com