Coimbra  6 de Julho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Junta de Freguesia suaviza problema da acumulação de lixo

2 de Janeiro 2017 Jornal Campeão: Coimbra: Junta de Freguesia suaviza problema da acumulação de lixo

A Junta da União de Freguesias de S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades suavizou, hoje, o problema da acumulação de lixo causado por uma paralisação de pessoal da Câmara de Coimbra.

Uma viatura da União de Freguesias está a recolher sacos com resíduos sólidos, depositados, sexta-feira, sábado e domingo, junto aos caixotes do lixo.

Carlos Cidade, vereador com o pelouro do Ambiente, disse ao “Campeão” que, no último dia de 2016 (sábado, 31), a Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais arrumou os resíduos provenientes da feira do bairro de Norton de Matos.

Convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local e Regional (STAL), uma greve de funcionários da Câmara conimbricense afecta, durante quatro dias, a recolha de resíduos sólidos urbanos.

Os trabalhadores exigem mais funcionários no serviço de recolha, “mais viaturas, melhoria das instalações e o pagamento das três horas e meia por semana que trabalharam a mais de 2007 a 2012”, referiu o delegado sindical Aníbal Martins.

Segundo Aníbal Martins, a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) “deu um pequeno passo” ao abrir “concurso para a entrada de seis trabalhadores”, mas seriam “necessários mais para manter os serviços a funcionar no mínimo”.

A CMC referiu que se encontra a decorrer um procedimento concursal para a admissão de mais funcionários, bem como de aluguer de viaturas, considerando incompreensíveis os “fundamentos genéricos e nada objectivos” do pré-aviso de greve, num período em que se regista uma “produção exacerbada de resíduos e uma utilização de espaço público mais intensa”.

No penúltimo dia de 2016, foram vandalizadas viaturas de funcionários camarários que optaram por não aderirem à greve.