Coimbra  23 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Jubileu prossegue com visitas guiadas, ciclo de diálogos e concerto

30 de Outubro 2020 Jornal Campeão: Coimbra: Jubileu prossegue com visitas guiadas, ciclo de diálogos e concerto

No próximo domingo (01), o Mosteiro de Santa Cruz dará continuidade ao programa integrado no Jubileu de Santo António e dos Mártires de Marrocos, que a cidade de Coimbra celebra ao longo deste ano.

Deste modo, a partir das 14h00, terão início as visitas guiadas (duração de 20 minutos) à exposição “De Fernão se fez António”, na Antiga Livraria do Mosteiro de Santa Cruz (galeria superior do Claustro do Silêncio). Entre os vários tesouros artísticos expostos, assumem especial destaque uma escultura luso-flamenga da segunda metade do século XV, representando São Francisco de Assis a receber os estigmas, e uma escultura de Santo António revestido das vestes doutorais de Coimbra, do século XVII. A sala de exposições é presidida pelo impressionante Tríptico de Vasco Fernandes (Grão Vasco), “Lamentação sobre Cristo Morto, São Francisco e Santo António”.

Pelas 16h00, terá lugar a última sessão do ciclo Diálogos com António sobre o tema “Ninguém fica para trás”. O evento pode ser acompanhado presencialmente na Sala do Capítulo do Mosteiro de Santa Cruz, com lugares limitados de acordo com as normas da Direcção-Geral da Saúde (DGS), ou através das redes sociais do Jubileu 2020 e do Mensageiro de Santo António. O evento conta com a participação de um painel de excelência, constituído por Dom Luiz Fernando Lisboa, bispo de Pemba (Moçambique), que tem denunciado de forma assertiva o abandono das populações indefesas de Cabo Delgado sujeitas a ataques terroristas, sem o devido apoio das autoridades e da comunidade internacional; Frei Domingos Celebrin, frade menor conventual e pároco de Santo António dos Olivais em Coimbra; Filipa Pires de Almeida, investigadora no Centro de Liderança e Negócios Responsáveis da Universidade Católica de Lisboa e participante no encontro “Economia de Francisco”, Carlos João Diogo, gestor e cristão empenhado em questões sociais. A moderação está a cargo de Sónia Neves, jornalista da Agência Ecclesia. Neste diálogo serão abordadas diversas temáticas, como as raízes da pobreza e da desigualdade, exclusão social, passos para a erradicação da pobreza, papel assistencial do estado, voluntariado, economia social e rendimento universal garantido. Este último debate acontece num mês marcado pelo Dia Mundial dos Pobres e pelo encontro “Economia de Francisco” convocado pelo Papa Francisco, que reunirá milhares de jovens economistas e empreendedores de todo o mundo.

Logo após a sessão de “Diálogos com António” (17h30), segue-se o concerto no órgão histórico da Igreja de Santa Cruz, intitulado “Cristo, redentor de todos”, interpretado pelo organista João Guerra. O concerto é especialmente dedicado à música para o dia da Solenidade de Todos os Santos, centrando-se em versos de Corrette, Nivers e Fasolo sobre o hino latino que serve de epígrafe. O programa inclui ainda música de Carlos Seixas e Tournemire, terminando com um Carillon.

O programa deste domingo jubilar encerra com a Eucaristia, presidida por Dom Virgílio do Nascimento Antunes. Durante a celebração, vários adultos da Diocese de Coimbra irão receber os sacramentos de iniciação cristã (Baptismo, Confirmação e Eucaristia).