Coimbra  12 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Jovem queixou-se de burla na compra de computador

25 de Julho 2019

A PSP de Coimbra anunciou, hoje, que recebeu a denúncia de que um rapaz, de 21 anos, por ter sido vítima de uma burla na compra de um computador através de uma página de vendas online.

“O denunciante afirmou que viu um computador Macintosh à venda e que o decidiu adquirir. Contactado o anunciante foram acordados os termos da compra, tendo-lhe sido feita a transferência de pagamento através de uma empresa internacional”, conta a PSP, acrescentando que “dada a demora da chegada do artigo, tentou novo contacto com o vendedor, o que já não foi possível”.

“Contactou, então, a empresa responsável pela transferência que o informou que o valor (uma quantia avultada) já havia sido levantado no destino”, refere a PSP, com o queixoso a acreditar ter sido vítima de uma burla, encontrando-se assim em prejuízo económico.

Perante mais este caso, a PSP recorda que quando se fazem compras online existem riscos que lhes são inerentes, pelo que aconselha a que se “utilize métodos de pagamento e sites seguros”.

“Adquira os seus artigos a empresas que conheça e nas quais confie; certifique-se que a página da rede social da empresa é verificada, quando aplicável; na eventualidade de o fazer a uma empresa que não conheça, procure ‘feedback’ de anteriores clientes, ou fóruns online sobre o assunto de forma a recolher informações pertinentes”, refere a PSP.

A Polícia aconselha, ainda, a que “não se faça qualquer troca ou pagamento sem assegurar que os termos acordados foram respeitados e que se recebe o que se comprou”.

A PSP informa, ainda, que o crime de burla (artigo 217.º do Código Penal) é punido com pena de prisão até três anos, ou multa, e para haver procedimento criminal é necessário formalizar queixa.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com