Coimbra  23 de Maio de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Ir ao banco, tomar café e trabalhar

23 de Abril 2019

O Santander apresentou, ontem, no Atrium Solum, em Coimbra, o seu segundo balcão “Work Café” em Portugal, que combina os serviços de agência bancária com uma cafetaria e uma zona de ‘co-working’.

Trata-se de um inovador modelo de balcão, que representa uma nova forma de relação bancária, ao criar uma nova experiência no público em geral, com espaços acessíveis a todos. Para além dos habituais serviços de uma agência bancária é, simultaneamente, uma cafetaria e uma zona de ‘co-working’, podendo ser frequentado por clientes ou não clientes do banco.

No evento estiveram presentes o presidente do Conselho de Administração do Santander em Portugal, António Vieira Monteiro, o presidente da Comissão Executiva, Pedro Castro e Almeida, a directora da Delta Cafés, Clara Melícias, e vários convidados, entre os quais o reitor da Universidade de Coimbra, o director da Faculdade de Medicina e o presidente da Secção Regional da Ordem dos Médicos.

Segundo referiu Pedro Castro e Almeida, “este modelo de fazer banca vai ao encontro de todos os que procuram um contacto mais próximo, simples e informal”. “Trata-se de um modelo que combina a forte aposta no digital, em que estamos decididamente empenhados, com novos tipos de balcões físicos que respondam, em novos moldes, aos desafios dos clientes que queremos servir e atrair para os nossos espaços”, explicou.

O “Work Café” de Coimbra abriu ai público no dia 18 de Março e tem sido visitado por clientes e não clientes do banco, desde estudantes, jovens empresários e profissionais de vários sectores, que tê mostrado grande receptividade e satisfação na utilização do espaço.

Este conceito representa uma inovação em termos de relação bancária, ao criar uma nova experiência o público em geral, com espaços acessíveis a todos e num horário mais alargados, entre as 08h30 e as 17h30.

Em modo “open space”, privilegiando espaços amplos e abertos, o Santander estabeleceu, na cafetaria, uma parceira com o Grupo Delta, o maior produtor de café do país, incluindo produtos alimentares numa óptica saudável e “gourmet”.

O espaço está adaptado ara pessoas com necessidades especiais, com acessos para clientes de mobilidade reduzida, e a tecnologia inclui ‘wi-fi’ e a abertura de conta por ‘tablet’, sem papel, à semelhança do que acontece em todas as agências do banco.

Depois de Lisboa, na zona das Amoreira, e de Coimbra, no Atrium Solum, as próximas cidades a receber um “Work Café” serão Espinho e Porto. Este conceito chega a Portugal depois do Santander ter inaugurados espaços semelhantes na Argentina, Brasil, Chile e Espanha, sendo em breve alargados a outras geografias do grupo, nomeadamente, Reino Unido, Polónia, México e EUA.