Coimbra  9 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra Investe já apoiou 550 postos de trabalho com meio milhão de euros

24 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Coimbra Investe já apoiou 550 postos de trabalho com meio milhão de euros

A Câmara de Coimbra já incentivou nove empresas, num apoio global superior a 535 000 euros e totaliza cerca de 157 novos postos de trabalho a criar no concelho pelas empresas apoiadas pelo Regulamento de Apoio a Iniciativas Económicas de Interesse Municipal – Coimbra Investe, que empregam mais de 400 pessoas.

Uma dessas empresas poderá ser a Valter Ferreira Arcanjo, Lda, cuja proposta de incentivo ao investimento solicitada à autarquia será votada, amanhã, na reunião do Executivo da Câmara de Coimbra.

A proposta prevê uma redução, em 80 por cento, do valor das taxas municipais e compensações urbanísticas devidas pela empresa, pela aprovação das obras de ampliação das suas atuais instalações. Isto é, a empresa teria de pagar mais de 94 000 euros, mas irá pagar menos de 19 000 euros.

O Coimbra Investe prossegue com a sua missão de incentivar empresas a investirem no concelho. A Valter Ferreira Arcanjo, Lda. é uma empresa com sede em Ribeira de Eiras, na freguesia de Eiras e São Paulo de Frades, que opera na fabricação, comercialização e montagem de equipamentos para piscinas, mobiliário e outros equipamentos, bem como na fabricação de vestuário, acessórios e artigos para actividades desportivas, tendo já uma marca registada a nível europeu, a Golfinho Sports.

A empresa pretende ampliar as suas instalações, para conseguir duplicar a sua capacidade produtiva, adquirir novos equipamentos tecnologicamente avançados e investir em atividades inovadoras, e para tal candidatou-se, ao abrigo do Coimbra Investe, à isenção parcial e ou total de taxas municipais.

O projecto da empresa passa pela ampliação das instalações, através da construção de um novo edifício, de forma a poder adquirir novos equipamentos, aumentar a sua capacidade produtiva, apostar na melhoria da qualidade dos produtos, ampliar a gama de produtos, internacionalizar mais produtos e reduzir os consumos de matéria-prima e de produção de resíduos. O investimento da empresa no projecto é superior a um milhão de euros, deverá ser operacionalizado no espaço de 12 a 24 meses e prevê a criação de mais sete postos de trabalho, contabilizando assim um total de 36 postos de trabalho.

A iniciativa empresarial reúne as condições de acesso ao investimento, pelo que, tendo em conta o regulamento Coimbra Investe, a proposta passa por uma redução 80 por cento sobre o valor das taxas municipais e compensações urbanísticas devidas pela emissão do título administrativo relativo à aprovação das operações urbanísticas a realizar e respectiva utilização. Um valor que se cifrava nos 94.409,60 euros e que será, assim, reduzido em 75.525,68 euros. A empresa só irá pagar, então, 18.883,92 euros.