Coimbra  14 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Idosos vão fazer de júri e avaliar tecnologias

26 de Setembro 2017

O Active and Assisted Living Forum, que este ano decorre em Coimbra, de 02 a 04 de Outubro, vai contar com 100 idosos da região que vão fazer de júri e avaliar novas tecnologias desenvolvidas a pensar num envelhecimento activo.

O fórum internacional já se realiza há vários anos, mas a ideia de um júri constituído por 100 idosos que vai avaliar as mais recentes tecnologias desenvolvidas a pensar na sua qualidade de vida é uma novidade, sublinhou o coordenador do comité organizador do fórum, António Cunha.

O também membro do Instituto Pedro Nunes realça que a ideia partiu da organização de Coimbra, que decidiu centrar o tema deste ano do evento na aproximação da tecnologia às pessoas.

“Tem havido desenvolvimento tecnológico, mas nem sempre ele passa para a sociedade. O fórum vai tentar perceber o porquê”, explanou, referindo que foram convidadas “um conjunto de organizações” que vão ajudar a aprofundar esse tema.

Segundo António Cunha, pretende-se perceber “porque é que algumas tecnologias não estão a passar para o mercado”.

Dessa forma, surgiu a ideia de criar o “Stand Award”, um prémio que vai ter como júri 100 idosos da região Centro, a maioria de Coimbra, que vão passar pelo fórum e avaliar os diferentes protótipos e tecnologias apresentadas.

“Vão escrutinar e avaliar o potencial das tecnologias em termos de utilidade para a vida deles. Não é um júri académico ou de empresas, mas sim de utilizadores”, realçou.

No evento, a realizar-se no Convento de São Francisco, vão ser apresentadas tecnologias que estão a ser desenvolvidas para o mercado do envelhecimento activo e saudável, algumas com maior maturidade, outras “menos avançadas”, contou o responsável, explicando que o fórum não se foca nos produtos finalizados e prontos para o mercado, mas naqueles que ainda estão em fase de desenvolvimento e de prototipagem.

No fórum, são esperados cerca de 750 participantes, a maioria estrangeiros, e serão apresentadas mais de 20 tecnologias em torno do envelhecimento activo.

Pelo espaço da iniciativa será possível ver um exoesqueleto que ajuda a pessoa a fazer menos força numa tarefa – “por exemplo, uma luva que ajuda a pessoa a fazer menos força com a mão” -, um rato de computador que permite monitorizar parâmetros de saúde, um ‘avatar’ que se fixa nas paredes da casa das pessoas e que actua como um assistente virtual para o idoso, ou um ‘robot’ que auxilia idosos em tarefas do quotidiano.

A edição do fórum em Coimbra é organizada pelo Instituto Pedro Nunes, com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Município de Coimbra, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e Universidade de Coimbra.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com