Coimbra  16 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra Health debate papel de liderança da mulher em questões de saúde

27 de Junho 2019

O consórcio Coimbra Health, que integra o M8 Alliance, constituído pelo Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e a Universidade de Coimbra (UC), vai debater, na terça-feira, o papel de liderança da mulher em questões de saúde.

O “Fórum de saúde das mulheres: Transpor barreiras através da liderança”, que se realiza no Colégio da Trindade, em Coimbra, vai discutir, no âmbito da saúde global, questões ligadas à saúde materna e direitos reprodutivos e sexuais em populações vulneráveis, sobretudo nos países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

“Com este fórum queremos criar condições para que se estabeleça uma reunião de especialistas como actividade satélite da Cimeira Mundial da M8 Alliance, que decorre todos os anos em Berlim”, disse à agência Lusa o presidente do Conselho de Administração do CHUC.

Salientando que o consórcio Coimbra Health está focado em desenvolver actividades nos países da CPLP, Fernando Regateiro salienta que esta iniciativa “é mais um momento importante de consolidação, estruturação e projecção desta ideia de Coimbra Health”.

Segundo o presidente do CHUC, este fórum “decorre de compromissos” do encontro regional da M8 Alliance, que decorreu em Coimbra em Abril de 2018.

“Procuramos organizarmo-nos, dar respostas e criar organizações que tenham em consideração, de facto, a criação de respostas com reflexos em países da CPLP e na saúde da mulher, saúde infantil e educação para a saúde”, sublinhou.

O reitor da UC, Amílcar Falcão, considera que o objectivo principal deste fórum “é justamente tentar reunir e desenvolver actividades que possam ser focadas com a nossa relação com os países africanos, dentro daquilo que são os interesses da zona global”.

“A questão do enquadramento da mulher e depois todas as questões à volta da condição feminina e da maternidade, entre outras, que são bastantes relevantes, especialmente nos países africanos”, frisou.

Para o reitor da UC, a saúde em África, mais propriamente nos países da CPLP, é uma área que queremos liderar dentro do M8 Alliance.

“Estivemos presentes já este ano no Irão, na cimeira intercalar, onde apresentámos bastantes trabalhos nesta área muito ligada à CPLP”, disse Amílcar Falcão, salientando que o consórcio Coimbra Health está a trabalhar em projectos de saúde pública que envolvam países africanos.

O fórum está estruturado em sessões de trabalho durante a manhã e sessões plenárias à tarde para debater temas como “A saúde da mulher à escala global”, “A saúde materna e de recém-nascidos em populações vulneráveis”, “Os direitos reprodutivos e sexuais: uma visão da saúde pública de valorização da mulher” e “Liderança das mulheres na saúde global – Capacitando e fortalecendo a liderança das mulheres no espaço político e de saúde pública lusófono”.

Está prevista a participação de responsáveis governamentais da área da saúde, como a ministra portuguesa, Marta Temido e o antigo ministro da saúde moçambicano, Francisco Songane, membro fundador da “Parceria para a Saúde Materna”

Conta também com a participação de especialistas de agências das Nações Unidas, como Mónica Ferro, directora do escritório de Genebra do Fundo das Nações Unidas para a População, e Magda Robalo, ex-directora do Departamento de Doenças Transmissíveis da Organização Mundial da Saúde para África.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com