Coimbra  16 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Faleceu o médico José Trilho Y Blanco

15 de Outubro 2018

José Trilho Y Blanco, retratado numa foto antiga

O médico (otorrinolaringologista) José Ulisses Trilho Y Blanco morreu, hoje, em Coimbra, aos 92 anos de idade, soube o “Campeão”.
O corpo vai estar, em câmara ardente, a partir das 18h00, numa das capelas adjacentes à igreja de Nossa Senhora de Lourdes (Montes Claros), realizando-se o cortejo fúnebre, pelas 14h30 de terça-feira (16), para o cemitério da Conchada.
O cirurgião soube conquistar, durante a sua longa carreira, com humanismo, generosidade e simpatia, os colegas, pacientes e atletas da sua querida Académica.
A par de Jorge Vila, José Ulisses foi co-fundador do Jornal “A Briosa”, que se cotou como um dos periódicos de maior longevidade na História da Academia de Coimbra.
Enquanto aluno de Medicina, Trilho Y Blanco pertenceu ao Teatro de Estudantes da UC, onde desempenhou a função de caracterizador.
O livro de contos “Mundos cercados” foi distinguido com vários prémios e o autor era frequentemente visado pela censura do regime deposto a 25 de Abril de 1974.
Como cronista do Diário de Coimbra, o médico teve na rubrica “Confidências e inconfidências” um expressivo manifesto da sua arguta e mordaz observação da sociedade e do meio coimbrão; foi, também, colaborador do antigo Jornal “O Primeiro de Janeiro”.
José Ulisses, que deixa viúva Maria de Lurdes, era pai de Pedro Trilho Y Blanco, José Ricardo e Gustavo Adolfo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com