Coimbra  25 de Fevereiro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Estrada de Coselhas com circulação automóvel condicionada no sábado

4 de Fevereiro 2021 Jornal Campeão: Coimbra: Estrada de Coselhas com circulação automóvel condicionada no sábado

Em Coimbra, a intervenção na estrada de Coselhas vai obrigar a um novo condicionamento de trânsito no próximo sábado, dia 06 de Fevereiro.

Esta obra está prevista na empreitada de requalificação do separador central do troço norte da Av. Fernão de Magalhães até à Casa do Sal.

A circulação de veículos ligeiros e pesados, incluindo veículos de emergência médica, vai manter-se no sentido nordeste (Casa do Sal – Hospital).

O trânsito será todo direccionado para a via que se encontra circulável e será efectuado o corte da via de acesso à estrada de Coselhas pela Circular Interna, bem como o acesso à via de circulação para a Casa do Sal (sentido sudoeste) no nó da estrada de Coselhas. A rotunda da Fucoli será o itinerário alternativo para a Casa do Sal e/ou estrada de Coselhas.

A obra em curso consiste na reformulação e melhoramento do passeio que dá continuidade aos passeios da Av. Fernão de Magalhães e Rua Figueira da Foz, com a plantação de árvores e respectivas caldeiras, do lado nascente, já em curso. A empreitada prevê ainda a reformulação de infraestruturas eléctricas e de telecomunicações, trabalhos de rede de drenagem, trabalhos de paisagismo e a execução do passeio em calçada. Tem a duração prevista de 45 dias e vai realizar-se no período diurno.

A execução desta empreitada obriga ao condicionamento da circulação do trânsito no local, como a supressão da via da direita para permitir a segurança no decorrer dos trabalhos e garantir a circulação de peões naquele troço, nas devidas condições de segurança. Os trabalhos que estão a ser agora executados, no seguimento da intervenção em curso na estrada de Coselhas, e que obrigam a um novo condicionamento da circulação rodoviária, têm como objectivo a implantação de infraestruturas eléctricas e de telecomunicações, na via pública (faixa de rodagem), para a passagem da rede aérea a rede subterrânea.

Recorde-se que a intervenção está integrada na obra de requalificação do separador central do troço norte da Av. Fernão de Magalhães até à Casa do Sal, que visa melhorar as condições de segurança na circulação pedonal e criar uma via de acesso direto para veículos de emergência a caminho dos hospitais.

A obra foi consignada, em Agosto passado, à empresa Civibérica – Obras Civis, SA, por 677 764 euros (IVA incluído), com um prazo de execução de 330 dias. A empreitada pretende dar continuidade ao alargamento do lancil central na Av. Fernão de Magalhães, de 2m para 3m, entre a Rua Padre Estevão e a Casa do Sal, substituindo-se os actuais lancis de betão com calçadinha por lancis de granito com relva. A intervenção contempla, ainda, a instalação de um sistema de rega, a colocação de novas árvores e a instalação de pavimento podotátil junto às passadeiras.

Na Casa do Sal, que é um ponto de entrada na cidade, mas também um ponto de circulação e permanência de peões – pela sua proximidade à estação ferroviária e pela existência de um jardim para lazer e convívio de crianças –, a intervenção visa eliminar os lugares de estacionamento do separador central – por razões de segurança – e reforçar a componente paisagística com o alargamento da área relvada e a colocação de novas árvores. A circulação pedonal será reforçada em locais mais seguros, como os separadores e os passeios laterais. Será, ainda, criada uma faixa de circulação para veículos de emergência na Casa do Sal, aproveitando a configuração atual do separador central.

A intervenção na Rua Figueira da Foz, que teve início em Novembro passado, também faz parte da empreitada. O objectivo passa por colmatar a ausência de passeio em alguns pontos da Rua Figueira da Foz, de forma a aumentar a segurança dos peões. Já na confluência com a Casa do Sal, no sentido descendente, está a decorrer o alargamento da faixa da direita, que dá acesso à estrada de Coselhas.