Coimbra  22 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Domingo começa o Ano Jubilar de Santo António

7 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: Coimbra: Domingo começa o Ano Jubilar de Santo António

A Igreja do Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, acolhe no domingo (dia 12), pelas 16h00, a celebração de abertura do Ano Jubilar de Santo António e dos Mártires de Marrocos.

A cerimónia será presidida pelo Bispo de Coimbra, D. Virgílio do Nascimento Antunes, e a celebração de abertura do Ano Santo terá o seu início com uma procissão até à “Capela Jubilar”, preparada para o efeito na antiga capela lateral dos Mártires de Marrocos, situada no interior da igreja.

Ali chegado, o Bispo abrirá solenemente a Porta Santa, local que marca o ponto de referência da peregrinação àquele templo onde Santo António estudou cerca de cinco anos e foi ordenado sacerdote.

No interior da “Capela Jubilar” será possível encontrar a Imagem de Santo António com o hábito crúzio, uma tela com a representação do martírio dos franciscanos em Marrocos e os bustos com as relíquias dos protomártires franciscanos.

Após a abertura da Porta Santa haverá lugar a uma missa solene, que será animada por um coro formado por membros de várias paróquias da Diocese, acompanhado por instrumentos de sopro e percussão. Para o efeito, o organista João Henriques compôs uma inédita “Missa para o Jubileu de Santo António e dos Mártires de Marrocos”, com os cantos do ordinário da Missa. Na ocasião, será também entoado pela primeira vez o “Hino Jubilar”, da autoria de Sílvio Vicente.

Momento marcante para a cidade

O Ano Jubilar de Santo António e dos Mártires de Marrocos, que se prolongará até 2021, pretende ser um momento marcante para a cidade de Coimbra, com um programa diversificado. Este inclui uma exposição sobre os Mártires de Marrocos e Santo António, o qual motivou uma associação entre os museus nacionais de Machado de Castro e de Arte Antiga.

O Colóquio “Mártires de Marrocos – Evocação dos 800 anos do Martírio”, o Congresso Científico internacional subordinado ao tema “Os Mártires de Marrocos e Santo António” ou o ciclo “Diálogos com António”, que trarão a Coimbra personalidades da cultura e do saber, são outros momentos altos da programação, que inclui igualmente eventos musicais e concertos compostos propositadamente para o Ano Jubilar.

Jubileu convocado pelo Papa Francisco

Recorde-se que, por solicitação do Bispo de Coimbra, o Papa Francisco convocou um Jubileu – ou Ano Santo – para a Diocese de Coimbra, durante o ano de 2020.

A razão por detrás de um marco tão significativo é o facto de neste ano se celebrarem os 800 anos do martírio dos primeiros frades que São Francisco de Assis enviou em missão para Marrocos, e cujas relíquias repousam em Coimbra.

O exemplo destes franciscanos influenciou de forma decisiva o jovem padre Fernando de Bulhões, que decidiu deixar o Mosteiro de Santa Cruz e tornar-se franciscano em Santo António dos Olivais, tomando o nome de António: Santo António de Coimbra, de Lisboa, de Pádua e para o mundo.