Coimbra  24 de Fevereiro de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra deu início à plantação de 252 árvores no concelho

30 de Novembro 2023 Jornal Campeão: Coimbra deu início à plantação de 252 árvores no concelho

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) iniciou no dia 29, o programa de plantação de 252 árvores que estavam previstas no Plano de Arborização de 2022 e transitaram para este ano. A plantação arrancou em 14 caldeiras vazias do Convento de Santa Clara-a-Velha, que receberam exemplares de bétula alba.

Os locais que vão receber um maior número de exemplares são a rotunda do Bairro da Rosa/Ingote, onde vão ser plantados 35 exemplares; a Urbanização Quinta das Nogueiras, onde vão ser plantados 24 exemplares; a Avenida Gouveia Monteiro, com a plantação de 26 exemplares; o Parque dos Peregrinos, onde vão sem plantados 30 exemplares; e na entrada poente do Parque Verde do Mondego (junto o Convento de Santa Clara-a-Velha), onde vão ser plantados 54 exemplares, 24 na praça – 14 desses já foram ontem plantados – e 30 no relvado.

As plantações abrangem, ainda, a Calçada de São Sebastião (8 árvores), o Espaço São Sebastião (4 árvores), a Avenida do Lagar (7 árvores), a Rua Raúl Ferrão (9 árvores), a rotunda do alto de Santa Clara (10 árvores), o Parque Linear Vale das Flores (15 árvores), a Praceta da Rua Isidoro Batista (8 árvores), a Avenida Urbano Duarte (1 árvores), a Urbanização do Progresso (5 árvores), a Avenida Afonso Henriques (6 árvores), a Rua Pedro Nunes (1 árvore), a Rua Teófilo Braga (2 árvores), a Rua Alexandre Herculano (3 árvores) e a Praça da Índia Portuguesa (4 árvores).

Importa ainda recordar que o Plano Municipal de Plantações 2024/25, apresentado no dia 23 de Novembro, no miradouro da Quinta da Fonte, no âmbito das comemorações do Dia da Floresta Autóctone, prevê um investimento global superior a 545 mil euros e a plantação de 2.540 exemplares arbóreos (1.978 plantações de árvores propostas no âmbito de prestações de serviços, administração directa e empreitadas mais 562 plantações de árvores propostas no âmbito Metro Mondego) e 2.077 arbustos e subarbustos, a reposição de árvores nas caldeiras vazias na malha urbana – há um total de 1.094 caldeiras – e a criação de um bosque nos Loios, com 500 árvores. Um dos objectivos principais do plano de plantação prevista para 2024/25 consiste na reposição de árvores em caldeiras vazias no espaço urbano de Coimbra, em contexto de arruamento, com foco, sobretudo, na qualidade da intervenção urbanística.