Coimbra  19 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Curso promove a felicidade no local de trabalho

19 de Fevereiro 2019

A conferência “Trabalhar sem sofrer”, por Maria Jesuz Álava Reyes, uma das principais líderes femininas em Espanha, abre, quinta-feira, pelas 15h00, o curso do ISCAC – Coimbra Business School sobre a felicidade no local de trabalho e a gestão das emoções.

A oradora, que esteve pela primeira vez em Coimbra, numa iniciativa promovida pelo “Campeão”, vai ser a coordenadora científica do curso de MBA em “Gestão da Felicidade e do Capital Emocional nas Organizações”, que visa preparar melhor os gestores e líderes empresariais.

A psicóloga e professora Maria Jesuz Álava Reyes, presidente da Fundação com o seu nome e directora de várias empresas, figura entre as 100 mulheres mais influentes de Espanha na área da liderança empresarial e autora de dezenas de livros, entre os quais a “Inutilidade do sofrimento”.

O primeiro MBA Ibérico em Gestão da Felicidade e do Capital Emocional nas Organizações, proporcionado pelo ISCAC – Coimbra Business School, decorre em parceria com a Associação Nacional de Gerontologia Social (ANGES), a Universidade de Córdoba e a Apertia Consulting de Madrid.

Este projecto inovador conta com uma equipa de formadores com elevada experiência profissional e académica, constituída por Pedro Carrana e Ricardo Pocinho, que coordenam o curso, Hugo Carvalho, João Catalão, José Manuel Portugal, Manuela Grazina, Rui Brites e Sílvia Machado.

O evento de apresentação conta com a presença do presidente do ISCAC, Pedro Costa, e de Rafael Ruiz Calatrava, director da cátedra de Prevenção de Riscos Laborais e Saúde Pública da Universidade de Córdoba (Espanha).

“Uma das maiores lacunas do mundo empresarial é a falta de preocupação com a satisfação dos funcionários. É necessário desenvolver competências para os profissionais se sentirem mais confortáveis no desempenho das suas funções e, com isso, aumentarem a sua produtividade”, afirma Pedro Costa, presidente do ISCAC.

O objectivo da Coimbra Business School é “combater um dos principais problemas que as empresas enfrentam actualmente: o sentimento de infelicidade dos seus trabalhadores”.

“A pressão excessiva e a falta de apoio dos supervisores são algumas das razões que explicam o elevado número de portugueses descontentes com o trabalho e em risco de esgotamento”.

Para Pedro Costa, “só uma relação equilibrada entre as responsabilidades profissionais e a vida pessoal permitirá criar nas empresas ecossistemas de inovação, tornando os seus bens ou produtos mais competitivos no mercado global”.

“A exaustão emocional, o distanciamento mental e os sentimentos negativos associados ao trabalho fazem perder a eficiência dos trabalhadores, levando-os ao ‘burnout’ e ao esgotamento físico e psicológico”, salienta.

Citando dados da Deco, a Coimbra Business School refere que, no final do ano passado, cerca de um terço dos trabalhadores estava em risco de desenvolver aquela patologia, principalmente por falta de apoio por parte dos supervisores em situações de stress.

“Se as tomadas de decisão forem tidas a pensar nos funcionários e nos seus sentimentos, mais facilmente o desenvolvimento das suas personalidades, autoestima e felicidade se vão refletir nas suas competências sociais e numa maior inteligência financeira e criativa”, frisa Pedro Costa.

O MBA em Gestão da Felicidade e do Capital Emocional nas Organizações destina-se a dirigentes, CEO, quadros empresariais e organizacionais com responsabilidades de gestão ou de suporte à decisão.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com