Coimbra  14 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra com serviço de trotinetes eléctricas partilhadas

25 de Março 2021 Jornal Campeão: Coimbra com serviço de trotinetes eléctricas partilhadas

A cidade de Coimbra tem a partir de hoje um serviço de trotinetes eléctricas partilhadas, considerada uma solução de transporte “acessível e amiga do ambiente” e uma alternativa ao automóvel.

O serviço é assegurado pela empresa Bird, que tem como missão “ajudar a tornar as cidades mais habitáveis, resolvendo o problema da ‘última milha’, onde as viagens são demasiado curtas para que o transporte público seja eficiente, mas demasiado longas para andar a pé”.

“Muitas destas viagens realizam-se tradicionalmente em automóveis, o que aumenta o congestionamento e as emissões de carbono. As trotinetas darão às pessoas em Coimbra uma alternativa ao transporte automóvel amiga do ambiente, mantendo uma distância social segura”, refere a empresa em comunicado.

As trotinetes da Bird, para utilizadores com mais de 18 anos, são rastreadas por GPS para que a empresa possa acompanhá-las e garantir que estas são utilizadas e estacionadas correctamente.

Na aplicação que está associada à sua utilização, existe também um “modo comunitário” para que as pessoas possam reportar quaisquer problemas para que a empresa possa resolver.

“Estamos realmente entusiasmados por trazer as nossas trotinetes líderes da indústria para Coimbra. Uma das maiores questões que as cidades modernas enfrentam é o aumento do congestionamento e a diminuição da qualidade do ar”, afirma o director-geral da Bird Portugal, Toni Riera, citado na nota.

Segundo o responsável, “a missão da Bird é ajudar a resolver estes problemas, tirando as pessoas dos carros e colocando-as em trotinetes eléctricas partilhadas e amigas do ambiente”.

“Os nossos veículos trouxeram enormes vantagens às vilas e cidades de todo o mundo, pelo que estamos entusiasmados em poder ajudar as pessoas de Coimbra a chegar onde precisam da forma mais eficiente e segura possível”, remata Toni Riera.

A Bird opera actualmente em mais de 150 cidades em todo o mundo.

A empresa assume que considera a segurança como uma “prioridade máxima” e possui “uma série de políticas e iniciativas para garantir que se torne um acréscimo positivo aos transportes existentes”.

Para além de exigir que todos os utilizadores tenham mais de 18 anos e aprovem um acordo de segurança, informa que aqueles que não agirem de forma responsável podem ser banidos da aplicação.

Para o utilizador beneficiar do serviço é necessário descarregar a aplicação Bird para o ‘smartphone’ e criar uma conta.