Coimbra  19 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Centro de Saúde de Fernão de Magalhães ainda no papel

26 de Junho 2019

O novo Centro de Saúde de Fernão de Magalhães, em Coimbra, cujas obras deveriam ter começado em 2018 e concluídas em 2020, ainda não passou do papel.

A comissão de utentes exige, então, esclarecimentos sobre a situação afirmando que “não se vislumbra qualquer início de obras no local”.

“Findaram os prazos para apresentação de propostas de construção e, apesar do concurso ter sido prorrogado ficou deserto”, refere a comissão, num comunicado assinado por Gonçalo Almeida, o seu porta-voz.

No final de 2017 a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) tinha anunciado que as novas instalações do Centro de Saúde Fernão de Magalhães iam rondar os 3,6 milhões de euros e que a construção tinha sido submetida a concurso ao Programa Operacional Centro 2020.

A comissão defende, ainda, que a ARSC “tem de esclarecer o motivo deste interregno e, se for o caso, deve reforçar substancialmente a verba destinada ao concurso para adjudicação da obra, de modo a garantir que a mesma se torne exequível para a construção do supracitado edifício”, avançando que os utentes “continuam a ter as mesmas dificuldades e constrangimentos” num centro de saúde que serve perto de 30 000 pessoas.

Quando questionada, a ARSC refere que todas as propostas apresentadas a concurso para a construção do novo centro de saúde “ultrapassaram o valor base da oferta, pelo que o concurso ficou deserto”.

A Administração Regional de Saúde do Centro admite que “logo que estejam criadas as condições legais, avançará novo concurso com os respectivos prazos de construção”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com