Coimbra  23 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra, Cantanhede e Figueira da Foz passam a concelhos de risco elevado

15 de Julho 2021 Jornal Campeão: Coimbra, Cantanhede e Figueira da Foz passam a concelhos de risco elevado

Os concelhos de Coimbra, Cantanhede e Figueira da Foz passaram a estar entre os 90 dos 278 de Portugal continental em risco elevado ou muito elevado de incidência de covid-19, ficando sujeitos a medidas mais restritivas que entram em vigor neste fim-de-semana.

O anúncio foi feito pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, esta quinta-feira (15), depois do Conselho de Ministros.

O nível de risco elevado aplica-se aos concelhos que registem, pela segunda avaliação consecutiva, uma taxa de incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (ou superior a 240 se forem concelhos de baixa densidade populacional).

Já o nível de risco muito elevado é aplicado aos concelhos que registem, pela segunda avaliação consecutiva, uma taxa de incidência de covid-19 superior a 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (ou superior a 480 se forem concelhos de baixa densidade populacional).

De referir que, ainda que sem impacto nas medidas de desconfinamento, há, neste momento, 30 concelhos em situação de alerta, por registarem, pela primeira vez, uma taxa de incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (ou superior a 240 se forem concelhos de baixa densidade populacional). São eles Águeda, Alcoutim, Aljustrel, Amarante, Anadia, Cadaval, Caldas da Rainha, Castelo de Paiva, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Guarda, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Mogadouro, Montemor-o-Velho, Murtosa, Ourém, Ovar, Paços de Ferreira, Penafiel, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Serpa, Valpaços, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Real, Vila Viçosa e Vizela.

 

Risco Elevado

Medidas a cumprir

Alcobaça

Alenquer

Arouca

Arraiolos

Azambuja

Barcelos

Batalha

Bombarral

Braga

Cantanhede

Cartaxo

Castro Marim

Chaves

Coimbra

Constância

Espinho

Figueira da Foz

Gondomar

Guimarães

Leiria

Lousada

Maia

Monchique

Montemor-o-Novo

Óbidos

Paredes

Paredes de Coura

Pedrógão Grande

Porto de Mós

Póvoa do Varzim

Rio Maior

Salvaterra de Magos

Santarém

Santiago do Cacém

Tavira

Torres Vedras

Trancoso

Trofa

Valongo

Viana do Alentejo

Vila do Bispo

Vila Nova de Famalicão

Vila Real de Santo António

– Limitação da circulação na via pública a partir das 23h00;

– Restaurantes podem funcionar até às 22h30. Às sextas-feiras a partir das 19h00 e aos sábados, domingos e feriados durante todo o dia, o acesso a restaurantes para serviço de refeições no interior está permitido apenas aos portadores de certificado digital ou teste negativo. A limitação do número do número de pessoas por mesa mantém-se: máximo de 6 pessoas por mesa no interior e de 10 pessoas por mesa na esplanada;

– Exigência de teste negativo ou certificado digital para o acesso a estabelecimentos turísticos e de alojamento local;

– Teletrabalho obrigatório quando as actividades o permitam;

– Restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar até às 22h30 (no interior, com um máximo de 6 pessoas por grupo; em esplanada, 10 pessoas por grupo);

– Espectáculos culturais até às 22h30;

Casamentos e baptizados com 50 % da lotação;

– Comércio a retalho alimentar, não alimentar e prestação de serviços até às 21h00;

– Permissão de prática de todas as modalidades desportivas, sem público;

– Permissão de prática de actividade física ao ar livre e em ginásios;

– Eventos em exterior com diminuição de lotação, a definir pela Direcção -Geral da Saúde (DGS);

– Lojas de Cidadão com atendimento presencial por marcação.

 

Risco Muito Elevado

Medidas a cumprir

Albergaria-a-Velha

Albufeira

Alcochete

Almada

Amadora

Arruda dos Vinhos

Aveiro

Avis

Barreiro

Benavente

Cascais

Elvas

Faro

Ílhavo

Lagoa

Lagos

Lisboa

Loulé

Loures

Lourinhã

Mafra

Matosinhos

Mira

Moita

Montijo

Nazaré

Odivelas

Oeiras

Olhão

Oliveira do Bairro

Palmela

Peniche

Portimão

Porto

Santo Tirso

São Brás de Alportel

Seixal

Sesimbra

Setúbal

Silves

Sines

Sintra

Sobral de Monte Agraço

Vagos

Vila Franca de Xira

Vila Nova de Gaia

Viseu

– Limitação da circulação na via pública a partir das 23h00;

– Restaurantes podem funcionar até às 22h30. Às sextas-feiras a partir das 19h00 e aos sábados, domingos e feriados durante todo o dia, o acesso a restaurantes para serviço de refeições no interior está permitido apenas aos portadores de certificado digital ou teste negativo. A limitação do número do número de pessoas por mesa mantém-se: máximo de quatro pessoas por mesa no interior e de seis pessoas por mesa na esplanada;

– Exigência de teste negativo ou certificado digital para o acesso a estabelecimentos turísticos e de alojamento local;

– Teletrabalho obrigatório quando as actividades o permitam;

– Espectáculos culturais até às 22h30;

– Casamentos e baptizados com 25 % da lotação;

– Comércio a retalho alimentar até às 21h00 durante a semana e até às 19h00 ao fim de semana e feriados;

Comércio a retalho não alimentar e prestação de serviços até às 21h00 durante a semana e até às 15h30 ao fim de semana e feriados;

– Permissão de prática de modalidades desportivas de médio risco, sem público;

– Permissão de prática de actividade física ao ar livre até seis pessoas e ginásios sem aulas de grupo;

– Eventos em exterior com diminuição de lotação, a definir pela DGS;

– Lojas de Cidadão com atendimento presencial por marcação

 

Portugal registou 3 641 novos casos de infecção

Portugal registou, esta quinta-feira, mais 3 641 novos casos de infecção pelo vírus SARS-CoV-2, cinco mortes atribuídas à covid-19 e um novo aumento de doentes internados com a doença, segundo os dados divulgados pela Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Estão internadas mais 40 pessoas, num total de 774, com mais três pessoas em unidades de cuidados intensivos, onde agora se encontram 174 doentes com covid-19.

É o número mais alto de pessoas internadas desde 19 de Março passado, quando estavam 789 doentes com covid-19 em unidades hospitalares.

 

Ministra afirma que situação pandémica “continua a degradar-se”

A situação da pandemia em Portugal continental “continua a degradar-se”, com a incidência de novos casos de infecção por 100 mil habitantes a atingir os 346,5, afirmou, esta quinta-feira (15), a ministra da Presidência.

“Quando olhamos para a situação do nosso país na matriz de risco, vemos que a situação continua a degradar-se. Temos hoje no continente uma incidência [de novos casos de infecção] de 346,5 por 100 mil habitantes e um ritmo de transmissão (Rt) [do vírus] de 1,15″, adiantou Mariana Vieira da Silva, após o Conselho de Ministros.

Segundo a governante, este valor do índice de transmissibilidade (Rt) é mais baixo do que o registado na semana passada, “parecendo verificar-se alguma diminuição da velocidade de crescimento” de novos casos de infecção.

“Em qualquer caso, a incidência ainda é muito elevada, estando a situação do país ainda na zona vermelha na matriz de risco” da pandemia, referiu a ministra em conferência de imprensa.