Coimbra  3 de Dezembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra atribuiu 316 000 euros ao Fundo Municipal de Emergência Social

11 de Agosto 2020 Jornal Campeão: Coimbra atribuiu 316 000 euros ao Fundo Municipal de Emergência Social

Manuel Machado, presidente da Câmara Municipal de Coimbra formalizou, ontem (10), a assinatura dos protocolos do Fundo Municipal de Emergência Social (FMES) para este ano.

Em Março, o Município tinha já antecipado 158 000 euros, numa única tranche, para permitir o apoio imediato às populações em situação de maior vulnerabilidade social. Com este reforço, em outros tantos 158 000 euros, a Câmara de Coimbra disponibiliza, este ano, o total de 316 000 euros ao FMES.

Manuel Machado, presidente do Município, começou por referir que a probabilidade de ocorrer uma segunda vaga de covid-19 é elevada, assegurando que “os serviços municipais estão prevenidos e preparados para encontrar soluções para o que possa vir a ocorrer”.

“Depositamos uma enorme confiança no caminho escolhido para fazermos face ao problema (…) em proximidade com as instituições”, afirmou o autarca. “Nós cá estaremos para encarar o problema com perseverança e esperança”, para que “os nossos cidadãos não se sintam em situação alguma sozinhos”, concluiu Manuel Machado.

O Município de Coimbra implementou diversas medidas de apoio à população em situação de maior vulnerabilidade, em parceria com entidades, quer públicas, quer privadas, nomeadamente do sector social. Uma das medidas adoptadas pela autarquia foi a antecipação da atribuição da verba (158.000 euros) do FMES 2020, em Março, numa só tranche às Comissões Sociais de Freguesia, para que estas pudessem apoiar de imediato a população em situação de maior vulnerabilidade social.

Atendendo ao aumento significativo de pedidos de apoio junto das Comissões Sociais de Freguesia e à actual situação de pandemia a Câmara Municipal procedeu ao reforço da dotação do Regulamento Municipal para Atribuição de Apoios na Área Social (RMAAAS), no montante de 158 000 euros, permitindo, deste modo, que o FMES para 2020 disponibilize um montante total de 316 000 euros para apoio às famílias em situação de carência socioeconómica.

A política social do Município de Coimbra assenta, em grande medida, na intervenção das CSF, por serem estas as estruturas de proximidade que melhor identificam e conhecem pessoas em situação de maior carência e vulnerabilidade. Razão que justifica a criação, em 2015, de um FMES na área territorial de todas as freguesias e uniões de freguesia do concelho, que tem vindo a revelar-se um poderoso instrumento activo no combate à pobreza e à exclusão social.

 

Instituição social recebe apoio

 

Ainda na sessão de ontem, Manuel Machado formalizou, também, um protocolo de apoio financeiro, no valor de 8 500 euros, à delegação de Coimbra do CASA (Centro de Apoio aos Sem-Abrigo de Coimbra), no âmbito do Regulamento Municipal para Atribuição de Apoios na Área Social.

Este apoio irá possibilitar que a instituição continue a prestar apoio alimentar às famílias em situação de maior vulnerabilidade socioeconómica do concelho, algo que se agravou com a pandemia, assegurando-lhes a entrega de bens alimentares e o fornecimento de refeições.