Coimbra  20 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra assinala 50 anos da morte de José Régio

27 de Setembro 2019

A Direcção Regional de Cultura do Centro, a Câmara Municipal de Coimbra e a Universidade de Coimbra apresentaram, hoje (27), o seu programa de “Evocação dos 50 anos da Morte de José Régio”.

Suzana Menezes, directora da Direcção Regional de Cultura do Centro, explicou que este é um projecto que pretende evocar a memória de José Régio “e ampliar o reconhecimento público desta figura ímpar da cultura portuguesa”.

É precisamente com este objectivo que o programa percorre as “terras de afeição” de José Régio, apresentando iniciativas de cariz nacional e local, desde exposições, espectáculos, conferências, actividades de envolvimento da comunidade escolar e diversas publicações, com destaque para a reedição de 15 títulos da obra do autor.

Coimbra é, sem dúvida, uma dessas terras, onde José Régio estudou, tendo-se licenciado em Filologia Românica.

Neste contexto a Câmara Municipal e a Universidade de Coimbra “abraçaram com entusiasmo” a proposta da Direcção Regional de Cultura do Centro, conforme referiu Suzana Menezes.

Ainda durante a apresentação, Carina Gomes, vereadora da Cultura, apresentou o programa proposto pela Câmara Municipal de Coimbra, salientando que é importante “que a cultura não fique fechada sobre si própria”, que se envolva em actividades abertas a toda a comunidade.

As comemorações irão decorrer ao longo do próximo ano, estando a primeira iniciativa programada para Março de 2020, na Casa da Escrita, e intitulada “Sabores da Escrita”. Esta é uma actividade que alia a literatura à gastronomia, juntando especialistas das duas áreas.

Ao longo dos meses haverá exposições, conferências, visitas guiadas e espectáculos de fado, passando por pontos de referência da cidade como a Casa Municipal da Cultura, a Casa Museu Miguel Torga, Casa da Escrita, entre outros locais emblemáticos.

Também a Universidade de Coimbra (UC) apresentou as suas propostas de actividades, na voz de Delfim Leão, vice-reitor da UC.

São duas iniciativas planeadas, mas, ainda, com data por definir: uma exposição temática documental, na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra; e uma Jornada Regiana, “que pretende dar centralidade a este autor”, explicou o vice-reitor.

Delfim Leão afirmou, ainda, que a “Universidade de Coimbra está bastante empenhada nesta iniciativa que é uma mais-valia” para todos.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com