Coimbra  26 de Janeiro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Assembleia Municipal promete “agitar as águas”

26 de Dezembro 2019

A reunião da Assembleia Municipal (AM) de Coimbra, que se realiza amanhã (sexta-feira), a partir das 14h00, é a última do ano e deverá ser pródiga em debate entre as forças políticas, com os muitos temas em agenda.

Um dos assuntos “quentes” é a apreciação e votação das Grandes Opções do Plano e do Orçamento para 2020 da Câmara, sabendo-se que o PS não tem maioria, com um total de 23 eleitos (incluindo presidente de Junta de Freguesia), contra 28 da oposição, assim distribuídos: PSD – 9; CDU – 6; Somos Coimbra – 6; CDS/PP – 3; PPM – 1; MPT – 1.

O movimento Somos Coimbra (SC) já começou a “agitar as águas” ao divulgar, hoje, uma posição onde “lamenta” que a proposta de percentagem de Participação Variável no IRS para 2020 não esteja na ordem de temas a abordar.

“Uma vez que a Assembleia Municipal deliberou, na última reunião, rejeitar a proposta apresentada pelo Executivo de manter a participação variável em 4,5 por cento, seria necessário apresentar uma nova proposta, visto que a AM está proibida por lei de introduzir alterações nas propostas que recebe da Câmara para votar”, refere o SC.

“Em vez de verem devolvidos 2,4 milhões de euros do IRS, os munícipes de Coimbra vão pagar mais 1,2 milhões de euros do que no ano transacto, por exclusiva responsabilidade do Partido Socialista, que não dialoga e está sistematicamente contra as propostas da oposição”, considera o SC.

PSD propõe medalha

Também já hoje, os membros da Assembleia Municipal pelo PSD anunciaram que vão apresentar uma moção propondo que seja atribuída a Medalha de Ouro da Cidade de Coimbra à Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM), pelos seus 50 anos.

Com sede em Coimbra, a instituição apoia mais de 1 200 cidadãos com deficiência intelectual entre os concelhos de Arganil, Cantanhede, Montemor-o-Velho e Coimbra, contando com cerca de 300 profissionais.

Segundo a proposta, a APPACDM “tem como principal missão criar condições para que cada pessoa com deficiência mental (ou em situação de exclusão) possa atingir a sua plenitude como ser humano e social, potenciando a sua individualidade e consolidando a sua participação efectiva na sociedade”.

De acordo com o texto, APPACDM de Coimbra é “uma organização de referência nacional e internacional, dinâmica e dinamizadora, centrada na promoção da qualidade de vida da pessoa com deficiência e incapacidades, em parceria activa com agentes sociais, económicos, culturais e políticos, garantindo a sustentabilidade financeira, mediante uma gestão eficiente dos recursos e uma aposta crescente na inovação e no empreendedorismo social, valorizando as capacidades da pessoa com deficiência”.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com