Coimbra  19 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: APBC entregou donativo à Casa-abrigo de Padre Américo

28 de Junho 2017 Jornal Campeão: Coimbra: APBC entregou donativo à Casa-abrigo de Padre Américo

No âmbito da quinta edição da “Semana do Bacalhau”, a Agência de Promoção da «Baixa» de Coimbra (APBC) entregou, hoje, o donativo prometido a uma das instituições que, este ano, decidiu ajudar, a Casa-abrigo de Padre Américo.

No total, a iniciativa gastronómica e solidária conseguiu angariar 820 euros, através dos seus restaurantes aderentes, o que se traduz num montante de 410 euros para cada instituição que foi escolhida para prestação de apoio.

A Associação Nacional de Apoio a Jovens (ANAJovem) recebeu o seu donativo no final de Maio, na sessão de entrega do prémio da “Semana do Bacalhau” ao restaurante vencedor, que pelo segundo ano consecutivo foi o Notes Bar & Kitchen. Já o apoio à Casa Abrigo Padre Américo, propriedade da Venerável Ordem Terceira de São Francisco, só pôde ser entregue hoje.

Numa das salas da instituição, e na presença de mais de metade dos utentes daquela valência, a APBC entregou o cheque no valor de 410 euros.

A vertente solidária da “Semana do Bacalhau” começou apenas no ano passado, com o objectivo de “apoiar as várias instituições que, diariamente, trabalham no centro histórico da cidade, junto da população da ‘Baixa’, dos comerciantes e moradores”, explicou Vítor Marques, presidente da APBC, adiantando que ela tem conhecimento “das dificuldades que estas entidades sentem no apoio à comunidade”.

O donativo resulta de um apoio dado pelos próprios restaurantes aderentes (que este ano foram 41), em que cada um contribuiu com 20 euros.

Este apoio serve, também, “para que os comerciantes possam ficar a conhecer as diversas respostas sociais que existem nesta zona e ajudar de outras formas”, realçou Vítor Marques.

A Casa-abrigo de Padre Américo é um centro de acolhimento temporário para pessoas em situação de sem-abrigo, que está na sua lotação máxima (30 utentes), sendo uma das respostas sociais mais antigas da “Baixa”, em funcionamento desde 1993.

Para Alexandra Monteiro, presidente da Direcção da Venerável Ordem Terceira, “só o facto de se terem lembrado da Casa-abrigo já é óptimo”. “Mesmo sem o donativo, só os comerciantes saberem que a instituição existe é muito bom e, embora, o dinheiro ainda não tenha destino, com certeza que irá fazer muito proveito a esta Casa”.

Lúcia Mariano, directora técnica da instituição, realçou que, embora a parte financeira seja importante e as dificuldades sejam muitas, “a preocupação são as pessoas e como se pode ajudar os utentes a construir um futuro”. A responsável sublinha que o “há muito potencial humano, mas necessitado de oportunidades para construir uma vida autónoma e a comunidade tem de estar sensibilizada para isso, para integrar estas pessoas”.

Durante a “Semana do Bacalhau”, a APBC, promotora da iniciativa, realizou um inquérito aos restaurantes aderentes, no sentido de perceber o impacto destes evento para o comerciante. No caso, “42 por cento disseram que a receptividade da iniciativa por parte do público foi muito boa, trazendo mais clientes aos restaurantes”, referiu Vítor Marques, acrescentando ser isto que se pretende para que, cada vez mais, se considere a “Baixa” como ponto de referência para as compras e refeições.

 

 

[Na foto: APBC entregou o donativo à directora técnica da Casa Abrigo, Lúcia Mariano (à direita, na foto)]