Coimbra  22 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Água da torneira já chega às mãos de 20 000 pessoas

1 de Outubro 2018

Hoje assinala-se o Dia Nacional da Água e, desde que foi apresentada, há um ano, a garrafa reutilizável da Águas de Coimbra (AC) já chegou às mãos de mais de 20 000 pessoas.

Entre as muitas unidades que se venderam no Museu da Água de Coimbra e todas as que foram entregues às escolas, clubes desportivos, torneios e eventos, pode afirmar-se “o sucesso desta campanha de incentivo ao consumo de água da torneira”, refere a empresa municipal.

O design da garrafa é uma interpretação da ânfora, o antigo objecto de cerâmica que outrora serviu para o transporte de água e outros líquidos. O facto de possibilitar a portabilidade da água da torneira são argumentos fortes numa cidade como Coimbra, em que 90 por cento das pessoas assumem que bebem água da torneira com toda a confiança, segundo as conclusões do estudo ECSI (Índice Nacional de Satisfação dos Consumidores).

Refira-se que a qualidade da água para consumo humano é, em Coimbra, confirmada por cerca de 550 análises à água que são realizadas mensalmente, conforme dá conta a AC.

Mas a nova “ânfora” da Águas de Coimbra transporta, também, uma importante mensagem ambiental: Sendo a água o recurso natural mais ameaçado, entre outros factores, pela forte poluição dos rios, mares e oceanos causada pelo desperdício de plástico, está-se a contribuir para hábitos de consumo sustentáveis através da reutilização da garrafa da água.

A empresa municipal tem vindo a reforçar esta campanha, associando-se a diversas iniciativas de cariz ambiental e a eventos desportivos, com a oferta de garrafas reutilizáveis e a instalação de pontos de abastecimento de água.

Exposição no Museu da Água

O Dia Nacional da Água, que hoje se assinala, foi criado para reflectir sobre a enorme importância que este recurso tem nas nossas vidas e como podemos preservá-lo.

Para assinalar a data é inaugurada a exposição e instalação artística “Grãos de Mar – Lugar de Identidade e Memória”, pelas 18h00, no Museu da Água de Coimbra.

A celebrar o Dia Nacional da Água, esta instalação, da autoria de Adriana Moreno Rangel, propõe uma experiência sensorial, através da arte digital interactiva, em que o mar é evocado como elemento de referência da nossa identidade e memória.

Adriana Moreno Rangel desenvolve experiências artísticas em Portugal e no Brasil e, actualmente, colabora com os projectos “ARTiVIS – Artes, Vídeo em Tempo Real e Interactividade para a Sustentabilidade” e “Plasticus Maritimus”, com o objectivo de promover aquilo que define como arte de activismo, sustentabilidade e intervenção.

O Museu da Água de Coimbra, no parque de Manuel Braga, junto ao rio Mondego, dinamiza e devolve à cidade o edifício da antiga Estação de Captação de Água.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com