Coimbra  18 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra adere como membro fundador à Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude

10 de Abril 2021 Jornal Campeão: Coimbra adere como membro fundador à Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude

O Executivo da Câmara Municipal de Coimbra vai analisar e votar, na sua reunião da próxima segunda-feira (12), uma proposta para a adesão como membro fundador à Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude.

Esta rede, criada pela Federação Nacional de Associações Juvenis (FNAJ), é um projecto que visa a partilha de boas práticas, a criação de estratégias e a promoção de sinergias associativas e municipais, e que certifica as boas políticas locais que a autarquia tem assumido na área da Juventude, uma vez que o Município de Coimbra reúne todos os requisitos necessários para aderir a esta rede.

De acordo com a Câmara de Coimbra, a Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude convidou o Município a ser um dos seus fundadores. “Trata-se, pois, de uma rede pioneira na concepção, implementação e avaliação das políticas locais de juventude estruturantes e sustentáveis promovidas, com base no Plano Nacional de Políticas Locais de Juventude da FNAJ. Este é documento pioneiro e único, lançado há dois anos, que resulta de um processo de auscultação de jovens, técnicos de juventude e decisores políticos, de um diagnóstico do estado das medidas locais para jovens e do debate e definição de reais políticas locais de juventude, que serve como um guia para a implementação e execução dessas políticas”.

A adesão à rede não tem qualquer custo e os municípios comprometem-se a implementar e impulsionar políticas amigas do Juventude, que respondam às reais aspirações dos jovens do concelho e estreita colaboração com esses. Ao aderirem, os municípios passam a ter acesso a uma rede nacional de partilha de boas práticas municipais em matérias de políticas de juventude; a fazer parte de uma rede de sinergias, contactos e partilhas de informação privilegiada; a terem prioridade na participação e acesso a seminários e cimeiras sobre a temática; e, por último, a terem acesso ao “Selo de Município Amigo da Juventude”, que será personalizado para cada município e é um símbolo de garantia de que essa autarquia privilegia e se preocupa com os seus jovens.

“Uma adesão que faz todo o sentido, já que a Câmara de Coimbra tem assumido a Juventude como uma das suas prioridades políticas e tem realizado um investimento gradual nesta área de intervenção. Aliás, o Município de Coimbra reúne todos os requisitos necessários para aderir à rede (são necessários três dos elencados abaixo) e para obter o “Selo de Município Amigo da Juventude” (são necessários cinco dos elencados): tem um Conselho Municipal da Juventude, um Plano Municipal da Juventude, apoios directos ao associativismo juvenil, políticas de apoio à iniciativa jovem; pelouro da Juventude, Divisão da Juventude, um plano de investimento nesta área, com rúbrica no orçamento municipal e espaços para associações e projectos jovens”, disse a autarquia.

A proposta vai ser analisada e debatida na próxima reunião do Executivo municipal e, no caso de ser aprovado, será depois formalizada com a assinatura de um compromisso de adesão e de um termo de pareceria com a FNAJ.