Coimbra  23 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra acolhe de amanhã até dia 23 o Campeonato da Europa de Triatlo

13 de Junho 2024 Jornal Campeão: Coimbra acolhe de amanhã até dia 23 o Campeonato da Europa de Triatlo

De 14 a 23 de Junho, Coimbra transforma-se no centro do triatlo europeu, recebendo o Campeonato da Europa de Triatlo Multisport. Este evento, realizado pela primeira vez em Portugal, traz à cidade cerca de 4.600 atletas de 40 países diferentes. As competições terão lugar no Parque Verde do Mondego e outros locais da cidade.

Coimbra foi seleccionada para sediar o evento, superando Budapeste e Vichy. A centralidade do rio Mondego, as margens cicláveis e as excelentes condições do Parque Verde do Mondego foram factores determinantes para esta escolha.

 

Organização e variantes da prova

O campeonato é organizado pela Multisport Portugal, Câmara Municipal de Coimbra (CMC) e ETU (European Triathlon Union). O evento inclui todas as variantes do triatlo: triatlo, duatlo, aquatlo e aquabike, em versões sprint, standard e cross, num total de 19 competições.

 

Percurso e locais das provas

Além do Parque Verde do Mondego, as provas passam por locais icónicos como o Jardim Botânico, Quinta das Lágrimas, Mata Nacional do Choupal, Portugal dos Pequenitos e Museu Machado de Castro. A ETU destacou a originalidade de realizar provas de cross em ambiente urbano, aproveitando a classificação de Coimbra como Património da Humanidade pela UNESCO.

 

Afluência e custos

Espera-se a chegada de mais de 20 mil pessoas, incluindo atletas, equipas técnicas, voluntários, familiares e acompanhantes, de 40 países. O investimento total ronda os 600 mil euros, com a CMC a contribuir com 180 mil euros.

 

Apresentação oficial

A apresentação oficial decorreu a 12 de Junho na Rua Ferreira Borges, junto ao Arco da Almedina, com a presença de Ricardo Lacerda (Multisport Portugal), Maryia Charkouskaya-Tarasevish (ETU), Carlos Matias Lopes e Ana Bastos (CMC), e Joel Marques (PSP). Ricardo Lacerda destacou a importância das infra-estruturas de Coimbra e a singularidade das provas de cross em ambiente urbano. Carlos Matias Lopes realçou o orgulho e a responsabilidade de Coimbra em receber este evento, prevendo um impacto positivo na dinâmica social, cultural e económica da região. Maryia Charkouskaya-Tarasevish elogiou o cenário excepcional de Coimbra.

 

Impacto na circulação

Entre 15 e 23 de Junho, o trânsito e o estacionamento sofrerão várias alterações:

  • Ponte Rainha Santa Isabel: Circulação controlada pela PSP, garantindo trânsito contínuo entre a Avenida Mendes Silva e a rotunda do IC2.
  • Ponte de Santa Clara: Encerrada nos fins-de-semana de 15-16 e 22-23 de Junho.
  • Avenida Emídio Navarro: Circulação apenas num sentido, em direcção à Estação de Coimbra B, nos fins-de-semana de 15-16 e 22-23 de Junho.
  • Avenida Inês de Castro: Circulação permitida apenas em direcção à rotunda das Lajes, nos mesmos fins-de-semana.
  • Ponte Açude: Condicionamentos no tabuleiro inferior durante os dias de prova.
  • Alta e Baixa: Fortes condicionamentos nos dias 18 e 20 de Junho.

 

Transportes públicos

As alterações também afectarão as linhas dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), com cortes e suspensões de viagens. Para minimizar os impactos, a autarquia recomenda o uso de sistemas de navegação como Google Maps e Waze, que incluirão actualizações em tempo real sobre os cortes de trânsito, ajudando os condutores a escolher as melhores rotas.