Coimbra  18 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra acolhe Congresso Ibérico de Terapia familiar em Outubro

6 de Março 2018

Vítor Nuno Anjos, Joana Sequeira e Brito Largo apresentaram o evento no café de Santa Cruz, em Coimbra

 

Entre 25 e 27 de Outubro, Coimbra recebe o IV Congresso Ibérico de Terapia Familiar, sendo a primeira vez que o evento se realiza na cidade.

A reitoria da Universidade de Coimbra (UC) foi o local escolhido pela Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar (SPTF) e pela Federação Espanhola de Associações de Terapia Familiar (FEATF), promotoras do evento, para os três dias de reflexão sobre crises e desafios da terapia familiar.

No evento vão participar diversos especialistas portugueses e espanhóis, bem como outros profissionais convidados de várias partes do mundo.

O objectivo deste Congresso é abrir um “espaço de reflexão sobre as crises e desafios actuais com que as famílias e comunidades se confrontam actualmente, apontando estratégias para os profissionais que actuam nestas áreas”. Pretende, simultaneamente, criar “um espaço de divulgação e desenvolvimento do projecto ibérico de desenvolvimento da investigação, práticas e modelos de intervenção e formação profissionais”.

O encontro científico, que decorre de três em três anos, reúne especialistas que se irão “focar muito no trabalho com as famílias, que se encontram com grandes desafios”, salientou Joana Sequeira, da SPTF, destacando nomes como Froma Walsh; Michele Scheinkman; Daniel Sampaio; Madalena Alarcão; Roberto Pereira ou Juan Luíz Linares.

Subordinado ao tema “Amor em tempos de crise – Desafios ao casal, à família e à sociedade”, o evento irá abordar temas que, como explicou Joana Sequeira, se prendem com “a actualidade social e profissional, como o amor contemporâneo e as relações de casal, a infertilidade, impactos da reprodução medicamente assistida, novas realidades familiares e de casal como a homoparentalidade, a violência as migrações, adopção, o impacto dos incêndios nas famílias, abordagens e intervenções em diferentes problemas e populações no sentido de promover a resiliência em contextos de crise”.

As vantagens estendem-se, também, à cidade acolhedora, já que se trata de um evento “de grandes dimensões, que vai reunir pessoas de vários países” e que conta com 12 mesas redondas, 40 convidados para simpósios, 10 ateliers e 50 comunicações livres, sublinhou Brito Largo, também da coordenação da SPTF.

Já Vítor Anjos, da Associação Portuguesa Conversas de Psicologia, que presta apoio organizacional ao evento, realçou a “forte presença científica do programa, que enaltece a cidade e o país”, esperando que o encontro “consiga chegar a muitos estudantes e profissionais”.

A organização estima que participem “entre 400 a 500 pessoas de várias áreas”, como da saúde, socais, educação (médicos; psicólogos; assistentes sociais; enfermeiros; professores; investigadores; estudantes; entre outros).

As inscrições estão já a decorrer, no website do evento (http://www.4-ci-terapiafamiliar.com), com preços reduzidos até 01 de Julho.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com