Coimbra  15 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CMC reabilita Casa das Cruzes para “Residência Autonomia”

8 de Julho 2019

O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) analisa e vota, hoje, a reabilitação da Casa das Cruzes, sita no Palácio Confusos e rua das Esteirinhas, para ser a “Residência Ganhar Autonomia”.

“Este projecto de reabilitação deste imóvel municipal tem como objectivo, para além da regeneração física e social da ‘Alta’ da cidade, a criação de um equipamento residencial para pessoas desfavorecidas, que incluirá também espaços de apoio à formação e à empregabilidade, ajudando assim à sua integração no mercado de trabalho, bem como a apoiar jovens que cresceram em instituições a dar os primeiros passos para uma vida autónoma”, refere o Município.

A “Residência Ganhar Autonomia” será, assim, “um equipamento social e formativo que terá como objectivo promover a inclusão social e a igualdade de oportunidades”.

A proposta de adjudicação é à empresa RC3- Restauros e Construções, Lda, pelo valor de 854 464 euros e a empreitada faz parte da acção “Residência Ganhar Autonomia”, integrada no Plano de Acção de Regeneração Urbana, do Plano Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Coimbra.

Na reabilitação foram repensadas as mais-valias dotando o imóvel de um maior conforto por forma a serem conseguidas as condições mínimas de habitabilidade. Assim, e condicionados pelas pré-existências estruturais, diferenças de cotas interiores, e organização do espaço interior do imóvel, a solução foi transformar o espaço em pequenas unidades autónomas, com tipologias compreendidas entre o T0 e T2, mantendo-se, contudo, uma sala comum, para convívio dos seus utilizadores, e um espaço de lavandaria com acesso directo ao pátio exterior.

No interior do edifício vai ser criado um pátio, de modo a melhorar as condições de iluminação e ventilação, sendo necessário, depois, o reforço estrutural ou a introdução de novos elementos estruturais. A comunicação vertical é integralmente redefinida para tornar a sua utilização mais cómoda.

O pátio localizado a norte será requalificado integralmente, com um pavimento lajeado de betão, de modo a torná-lo utilizável, e a cisterna será recuperada exteriormente e selada interiormente com uma membrana impermeabilizante e de retenção.

Desta forma, ao nível do piso 0 e com entrada pela Rua das Esteirinhas 19, fica um espaço único, autónomo, de tipologia T1, com sala, cozinha, quarto e instalação sanitária. Já no piso 01, com entrada pelo Palácio Confusos, ficam quatro tipologias T0, com sala comunitária, lavandaria e pátio exterior. O piso 02 passa a ser constituído por três T1 e um T0. No mesmo piso, mas com acesso pelas escadas que ligam a rua da Ilha ao Palácio Confusos, ficam mais dois T1. O piso 03 passa a ser constituído por dois T0, dois T1 e um T2, enquanto no piso 04 surge um T2.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com