Coimbra  20 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CM de Pombal apresenta estudo para sistema de recolha de biorresíduos no concelho

28 de Julho 2021 Jornal Campeão: CM de Pombal apresenta estudo para sistema de recolha de biorresíduos no concelho

O Estudo para o Desenvolvimento do Sistema de Recolha de Biorresíduos no concelho de Pombal, resultante da aprovação de uma candidatura ao Fundo Ambiental, vai ser apresentado hoje, 28 de julho, às 18h00, nos Claustros dos Paços do Concelho.

O documento, elaborado por uma equipa técnica da ATTCEI – Associação de Transferência de Tecnologia para Empresas e Instituições, teve como principal objectivo identificar a melhor estratégia a implementar para a gestão dos biorresíduos produzidos no concelho de Pombal, tendo em consideração as características demográficas e geográficas do mesmo.

Pretendeu ainda encontrar as melhores soluções com vista a assegurar que os biorresíduos são separados e reciclados na origem ou recolhidos selectivamente com a máxima eficiência, pelo Município de Pombal, e devidamente encaminhados para tratamento e valorização nas infraestruturas dedicadas do sistema em alta (Valorlis – Valorização e Tratamento de Resíduos, S.A.).

As soluções a implementar devem ter por objectivo: o aproveitamento local dos biorresíduos produzidos (compostagem doméstica); a disponibilização de equipamentos de separação e reciclagem na origem (compostagem comunitária); a disponibilização de uma rede de recolha selectiva de biorresíduos; o desvio de biorresíduos de aterro e valorização energética; a recolha de biorresíduos com qualidade e em quantidade suficientes para justificar o tratamento em alta; e, a valorização orgânica dos biorresíduos recolhidos selectivamente ocorre apenas em linhas dedicadas, não sendo permitida a mistura de resíduos recolhidos selectivamente com os resíduos indiferenciados.

Uma boa gestão dos biorresíduos exige que estes sejam encarados e geridos como matéria-prima, numa perspectiva de economia circular, que tem um custo e valor associado e que vai permitir a obtenção de produtos com valor de mercado, nomeadamente o biogás, a energia eléctrica e o composto, desde que produzido com qualidade, a qual depende essencialmente da separação na fonte.

A gestão do fluxo de biorresíduos exige uma visão e uma perspectiva global em todas as suas dimensões e cadeia de valor, que inclua: a separação na fonte; a valorização na origem; a recolha selectiva; o transporte; o tratamento e valorização em alta, os produtos com valor de mercado que se obtém, mas também os efluentes líquidos (poluentes) de difícil tratamento que resultam da valorização dos biorresíduos no sistema em alta.