Coimbra  25 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CM de Coimbra e CASES colaboram para funcionamento do Banco Local de Voluntariado

19 de Agosto 2021 Jornal Campeão: CM de Coimbra e CASES colaboram para funcionamento do Banco Local de Voluntariado

O Executivo da Câmara Municipal (CM) de Coimbra aprovou, na sua reunião da passada segunda-feira, a celebração de um protocolo de colaboração com a CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social para o funcionamento do Banco Local de Voluntariado (BLV) de Coimbra. O objectivo passa pela alteração da metodologia na operacionalização do BLV, de forma a optimizar o seu funcionamento, facilitando o contacto entre os voluntários e as entidades receptoras, proporcionando uma maior oferta de programas de voluntariado, o acesso a formação gratuita, bem como o acesso ao portal de ofertas de voluntariado.

O Banco de Voluntariado da Câmara Municipal é um projecto que promove a procura e a oferta de voluntariado no concelho, disponibilizando informação e encaminhamento dos voluntários para as entidades promotoras protocoladas. O projecto, que teve, até à data, 2.755 voluntários inscritos, distribuídos por cerca de 54 entidades, visa promover, valorizar e qualificar o voluntariado, bem como criar condições concretas para o seu exercício. A autarquia tem procurado, assim, que os cidadãos tenham oportunidade de participar em actividades comunitárias e projectos de diferentes entidades, promovendo a cidadania e a consciência colectiva dos problemas sociais mais importantes do concelho.

Estas actividades estiveram suspensas durante o período mais complicado da pandemia e, no novo contexto de desconfinamento, considerou-se ser o momento adequado para dar uma nova dinâmica ao BLV.

É, neste contexto, que surge a colaboração entre a CM de Coimbra e a CASES. A autarquia compromete-se, assim, a disponibilizar um espaço para o funcionamento do BLV, a afectar os recursos humanos necessários ao seu bom funcionamento, a assegurar um horário de funcionamento para atendimento ao público e promover a sua divulgação. Já a CASES compromete-se a prestar o apoio técnico necessário à constituição do BLV, disponibilizar as ferramentas de trabalhos necessárias à instalação e funcionamento do BLV, colaborar na organização de sessões de sensibilização das comunidades para a prática de voluntariado e formação geral dos voluntários e dos técnicos e coordenadores das organizações promotoras.

A celebração deste protocolo com a CASES permite, ainda, à CM de Coimbra reduzir os custos com o projecto, nomeadamente pelo tempo de afectação de recursos humanos e redução de despesas administrativas.