Coimbra  25 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CM de Coimbra cede espaço ao Grupo de Arqueologia e Arte do Centro

18 de Agosto 2021 Jornal Campeão: CM de Coimbra cede espaço ao Grupo de Arqueologia e Arte do Centro

O Executivo da Câmara Municipal (CM) de Coimbra aprovou, na sua reunião de segunda-feira, a celebração de um protocolo de colaboração entre a autarquia e o Grupo de Arqueologia e Arte do Centro (GAAC), para a cedência de um espaço que foi recentemente requalificado no Pátio do Castilho.

O protocolo de colaboração tem um prazo de cinco anos, renovável automaticamente, e visa a cedência de instalações ao GAAC, para que este possa continuar a desenvolver as suas actividades, a aumentar o seu acervo e a sua intervenção cultural, através de acções pedagógicas e lúdicas com formação de novos públicos.

O GAAC fica com o compromisso de expressar o apoio concedido, inserindo em todos os materiais de divulgação das iniciativas culturais que venham ser aditados a menção do apoio do Município de Coimbra.

A autarquia considera que o GAAC é uma referência cultural para a cidade, região e para o país. Foi fundado em maio de 1978 e desenvolve, até à presente data, uma actividade cultural meritória, nomeadamente na defesa, preservação e divulgação do património material e imaterial. Publica a Revista Munda, onde acolhe artigos científicos de autores credenciados nas áreas da Arqueologia, Arte, História e Ambiente, organiza visitas culturais em Coimbra, no resto do país e no estrangeiro, promove visitas a museus, galerias, exposições de arte e a espaços arqueológicos e é detentora de um vasto acervo documental, onde se incluem livros e revistas da especialidade, consultados por investigadores, docentes, alunos e público em geral.

O grupo teve a sua sede provisória na Rua do Corvo, n.º 39, em Coimbra, aquando da sua fundação, tendo mudado depois, em 1995, para as actuais instalações no Pátio do Castilho, mediante protocolo de cooperação celebrado com a autarquia. Refira-se, ainda, que este edifício foi reabilitado e requalificado pela Câmara Municipal, intervenção que ficou concluída no presente ano.